Europa ataca base do São Paulo no final da janela: veja quem...
Supermoveis

Gov

Macropel

Europa ataca base do São Paulo no final da janela: veja quem pode sair

Fonte: Alexandre Lozetti
SHARE

O sucesso da equipe sub-20 do São Paulo, campeã de cinco torneios em 2016, transformou alguns de seus jovens em alvos de equipes europeias. A janela de contratações do Velho Continente se encerra à meia-noite da próxima terça-feira. Até lá, a diretoria tricolor avalia o que fazer com o assédio sobre o zagueiro Lyanco e os atacantes Luiz Araújo e David Neres.

Ainda que não tenha sido protagonistas dos títulos de base no ano passado, o trio acaba se beneficiando do prestigio das categorias de base. Lyanco está no grupo profissional desde 2015. Luiz Araújo subiu pouco depois de se destacar na conquista da Libertadores, no início de 2016, e David Neres durante o Campeonato Brasileiro, que terminou como titular e destaque do time.

Lyanco recebeu uma proposta de 5 milhões de euros (R$ 16,9 milhões) da Juventus (ITA). O São Paulo, dono de 80% dos direitos econômicos, tenta subir o valor para ficar integralmente com esse montante, sem contar os 20% que pertencem ao defensor e seu empresário.

Com sete jogadores da posição no grupo, a zaga preocupa mais pelo excesso do que por falta de opções. Lyanco, que fará 20 anos na quarta-feira, ainda não treinou com Rogério Ceni. Ele está com a seleção brasileira sub-20 no Sul-Americano da categoria, assim como David Neres.

O atacante de 19 anos, um dos xodós da torcida, é alvo do Ajax (HOL), mas dificilmente deixará o São Paulo agora. Entre todos, é quem tem menor possibilidade de sair.

Por outro lado, a diretoria considera bastante a proposta de R$ 22 milhões do Lille (FRA) por Luiz Araújo, de 20 anos. Rogério Ceni já deixou claro que não gostaria de perdê-lo, pois precisa de quatro atacantes no grupo com características de atuar pelos lados de campo. O técnico considera isso fundamental para que o São Paulo tenha êxito no primeiro semestre.

Em dificuldade financeira, com uma dívida total que gira em torno de R$ 140 milhões, o Tricolor sempre deixou claro que precisaria vender um jogador. É muito provável que pelo menos um deles saia até a próxima terça-feira.

Por outro lado, Rodrigo Caio, o mais conceituado do grupo, ainda não recebeu propostas.