Estudo para construção de ponte no Araguaia é autorizado por MT e...
Fullbanner1

Fullbanner2


Estudo para construção de ponte no Araguaia é autorizado por MT e GO

Fonte: Assessoria
SHARE

A elaboração de um projeto para construção de uma nova ponte sobre o rio Araguaia, ligando Barra do Garças (MT) a Aragarças (GO) será possível, graças à assinatura de uma ordem de serviço, efetivada na sexta-feira (04.08). O documento foi assinado pelo governador de Mato Grosso, Pedro Taques, e o vice-governador de Goiás, José Eliton, durante visita da comitiva goiana à Caravana da Transformação, realizada em Barra do Garças (515 km a Nordeste de Cuiabá).

O investimento da obra será dividido entre os dois estados. “Nós estamos concretamente dando início aos estudos para uma nova ponte que ligará Mato Grosso ao estado de Goiás. Nós faremos esta ponte irmanados, e vai se somar à união que existe entre estes dois estados. Vamos fazer isso porque as cidades de Barra do Garças e Aragarças merecem esta nova construção”, disse o governador Pedro Taques.

Esta será a sétima ponte a ser construída sobre o Rio Araguaia. O vice-governador de Goiás, José Eliton, destacou a união entre os dois estados para integração do Brasil Central. Ele pontuou que Taques tem buscado uma aproximação com Goiás pensando no desenvolvimento econômico do Brasil.

“O governador Pedro Taques vem fazendo um belíssimo trabalho ao buscar proximidade com o estado de Goiás. Ele e o governador Marconi Perillo têm uma compreensão da dinâmica do desenvolvimento nacional, a exemplo desta iniciativa, em que os governos se unem para a solução que afeta a região de Barra do Garças e Aragarças”, enfatizou o vice-governador de Goiás.

Os representantes do Executivo dos dois estados fizeram um sobrevoo de helicóptero para analisar onde, no futuro, poderá ser construída a nova ponte. O projeto irá estudar a viabilidade e definir o melhor local para a obra. Após esta etapa, ocorrerá uma audiência pública nos municípios de Barra Garças e Aragarças para discutir o projeto com a sociedade.

Uma opção estudada é a construção de uma ponte de aproximadamente 20 metros, com acesso de 3,8 metros e que custaria cerca de R$ 24 milhões. A outra pode ser uma ponte de 25 metros, tendo 3,6 metros de acesso e que teria o custo aproximado de R$ 29,2 milhões.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso, Marcelo Duarte, o estudo técnico do projeto irá apontar qual das duas opções seria a mais viável para executar na região e beneficiar os dois estados. O titular da pasta também frisou que esta parceria foi intensificada na atual gestão.

Ele destacou, ainda, a inauguração da ponte de Cocalinho. “Graças a esta parceria de estados irmãos, inauguramos a ponte de Cocalinho, mas quero deixar claro que Mato Grosso não entrou apenas com o encabeçamento como muitos dizem, pois investimos mais de R$ 100 milhões para construir 165 km de asfalto que conecta Água Boa até a divisa com Goiás”, pontuou o titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

Recentemente, foi inaugurada uma ponte de 577 metros sobre o Rio Araguaia, em Cocalinho, na divisa de Mato Grosso e Goiás. Resultado de Parceria Público-Privada, a ponte entre os municípios de Aruanã (GO) e Cocalinho (MT) será uma importante via para o escoamento de grãos e carne do estado de Mato Grosso.

A ponte é um sonho antigo da região do Araguaia, que dependia de balsas que faziam a travessia somente nos horários de pico. Para construção da ponte foram investidos cerca de R$ 32,2 milhões. Conhecida como Ponte do Cocalinho, ela é a de maior vão livre já construída entre os estados: 150 metros.

Para chegar à ponte, a Sinfra tem executado a pavimentação de 160 Km da MT-326, entre Água Boa até a divisa de MT/GO. Na rodovia, também serão construídas quatro pontes de concreto que integram o programa Pró-Concreto.

A pavimentação da MT-326 faz parte do Pró-Estradas, maior programa de construção, reconstrução e manutenção de rodovia. O Governo do Estado já contabiliza 1.800 km de asfalto novo.

Anel viário

O anel viário de Barra do Garças, que conectará Mato Grosso e Goiás, está com 40% concluído e contará com duas pontes. A obra, que estava sendo realizada pela Sinfra, em parceria com o Governo Federal, foi repassada ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para ser englobada no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O anel viário de Barra do Garças possui 10 km de extensão do lado mato-grossense, com duas pontes que totalizam 400 metros sobre os rios Garças e Araguaia. Para esta obra, estão sendo investidos R$ 75 milhões e será uma via importante para desafogar o trânsito da BR-070.

Novas Pontes

O Governo de Mato Grosso obteve a liberação de R$ 470 milhões para investimento na construção de pontes de concreto. A liberação de recursos para o programa Pró-Concreto foi resultado de uma intensa articulação política do governador Pedro Taques junto ao Governo Federal, e com participação da bancada parlamentar mato-grossense.

O Governo do Estado pretende priorizar a execução das pontes de concreto nas rodovias que estão sendo pavimentadas, ou que já possuem asfalto, mas ainda mantêm a estrutura de madeira. No estado, em toda a história, foram construídas apenas 352 pontes de concreto.

A expectativa é conseguir ao menos 220 pontes de concreto, eliminando as antigas de madeira. Além disso, em muitas situações, serão colocadas galerias de concretos e tubos armicos, que são soluções de engenharia para reduzir o uso de madeira.

Durante esta edição da Expedição Pró-Estradas, o governador Pedro Taques e o secretário Marcelo Duarte assinaram ordem de serviço autorizando o início da primeira ponte do programa Pró-Concreto. Ela será construída no município de Alto Garças, ao longo da rodovia MT-110, sobre o chamado Córrego do Onça.

Montreal