Estudo da Conab aponta altos custos na produção de feijão
Supermoveis

show


Estudo da Conab aponta altos custos na produção de feijão

Fonte: Por Conab
SHARE

As análises dos custos de produção indicam que os componentes de maior peso no cultivo de feijão no Brasil são os fertilizantes, agrotóxicos, operações com máquinas e sementes, que variam de acordo com o estado produtor analisado. Em Goiás, a soma desses itens representam 74,41% dos custos totais. Já em Minas Gerais, chega a 68,12%, no Paraná 55,95% e em São Paulo 67,53% (convencional) e 60,91% (irrigado).

Os dados são do Compêndio de Estudos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que, nesta edição, traz a evolução dos custos para produzir o grão no Brasil e sua rentabilidade, com análises das safras 2010/11 até 2015/16. O estudo demonstra ainda a necessidade de serem criados meios para melhorar as condições de comercialização do produto, buscando equilibrar as necessidades do cultivo ao consumo.

De acordo com o Compêndio, que avalia também a rentabilidade do produtor de feijão a partir dos custos e dos preços recebidos na sua comercialização, os estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná e São Paulo são responsáveis, em média, por 56% da produção nacional. Nesses locais, verificou-se que os custos operacionais aumentaram em termos reais em todas as regiões analisadas.

“Os resultados do estudo indicam que os preços recebidos pelo produtor nos estados de Goiás e Paraná superam os custos operacionais, mas em Minas Gerais o produtor tem perda real, e em São Paulo os preços também não cobriram os custos nas duas últimas safras”, explica Aroldo de Oliveira Neto, superintendente de Informações do Agronegócio da Conab e organizador do Compêndio. “Mas para sabermos mais sobre a rentabilidade real do produtor nesses casos, é necessário fazer estudos mais aprofundados sob o foco da oferta, tendo em vista que o feijão, além de ser cultura de difícil produção, tem características que implicam na variação de preços, tais como: qualidade; armazenamento, preferências de variedade e tipo, hábito alimentar e variação do consumo per capta em diferentes épocas”.

O Compêndio de Estudos da Conab é uma publicação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), cujo objetivo é promover o debate e a circulação de conhecimento nos segmentos da agropecuária, abastecimento e segurança alimentar e nutricional.

Confira a publicação completa aqui.