Estado investiga responsabilidade de administradora em óbito no Hospital Regional
Supermoveis

Fullbanner2


Estado investiga responsabilidade de administradora em óbito no Hospital Regional

Morte de Arthur Spiess, ocorrida no ano passado, pode ter sido causada por negligência de atendimento

Fonte:
SHARE
Fonte: G1

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) instaurou processo administrativo, nesta semana, para investigar se a OSS (Organização Social de Saúde) Sociedade Beneficente São Camilo, que administra o Hospital Regional de Rondonópolis, é responsável pela morte do paciente Arthur Spiess, ocorrida no ano passado.

Conforme publicação no Diário Oficial desta quinta-feira (21), o Hospital Regional teria deixado de prestar atendimento médico condizente ao paciente. O Estado irá investigar se a morte do paciente foi causada por negligência médica. Caso seja comprovada, a unidade terá cinco dias úteis para a apresentação de defesa legal.

Estão responsáveis por Instituir a Comissão de Processo Administrativo os servidores públicos Leonardo Tadeu de Almeida Oliveira e Samuel de Oliveira Neto. A reportagem tentou contato com a unidade hospitalar. A atendente informou que apenas a assessoria de imprensa poderia fornecer informações. O telefone da assessora, no entanto, estava desligado.

Sorriso

Outro inquérito também foi instaurado para investigar o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), responsável pela administração do Hospital Regional de Sorriso, por má prestação de serviços.

Conforme publicação, um relatório de auditoria expôs uma série de evidências inadequadas e insuficientes no contrato de gestão com o Instituto.

Foram constatadas irregularidades na compra de um arco cirúrgico, um aparelho de raio-X móvel e digital e um microscópio cirúrgico para neurologia.

Também foi analisada a quantidade de denúncias realizadas pelo sistema “Fale Cidadão” de janeiro de 2012 a junho 2015, noticiando irregularidades no atendimento de exames de radiologia e atendimento.

Sinop

Um terceiro processo administrativo foi publicado por meio de portaria no Diário Oficial para apurar a conduta do Hospital Regional de Sinop.

O inquérito irá investigar supostas irregularidades no contrato de gestão da Fundação da Saúde Comunitária de Sinop.

De acordo com publicação, com os relatórios de auditoria realizada pela Secretaria de Saúde, será investigado o desempenho na execução de metas, as visitas técnicas e a análise dos termos aditivos do Hospital.

Fonte: Da Redação com Mídia News

Montreal