Escola prepara filhos de pequenos agricultores para o trabalho no campo
Fullbanner1



Escola prepara filhos de pequenos agricultores para o trabalho no campo

Fonte: Saudades, SC
SHARE

Uma escola rural em Santa Catarina recebe principalmente filhos de agricultores. Os jovens passam uma semana em aula e a outra no sítio da família, aplicando o que aprenderam.
Todo mundo sonha o melhor para os filhos. Mal o bebê nasce e os pais já começam a sonhar: o que Rafael vai fazer na vida? E Alexandra, o que vai ser quando crescer? E eles crescem mesmo rápido. Rafael e Alexandra vivem no município de Saudades, em Santa Catarina. São colegas de classe na Casa Familiar Rural, uma escola diferente.

A primeira Casa Familiar Rural foi criada em 1937 na França. Foi ideia de algumas famílias de agricultores que queriam para os filhos, além da educação formal, um ensino profissionalizante. Hoje, o conceito existe em 30 países, inclusive no Brasil.

Como esta é uma região tradicional na criação de gado de leite, o curso da Casa Familiar forma alunos como técnicos em zootecnia.

A primeira aula do dia é de história. Alexandra anota tudo. Rafael digere as informações junto com seu chimarrão.
A segunda aula do dia é o dimensionamento de piquetes. Entre os alunos, a maioria é de filho de agricultores.

Terceira aula do dia: matemática. Com os números coletados na aula prática, são feitos cálculos que serão usados no dia-a-dia da propriedade. Assim, os alunos vão tomando gosto pelos assuntos da terra. Muitos contam que já viram amigos deixando o sítio da família.

A Casa Familiar recebe alunos que já concluíram o Ensino Fundamental. Os estudantes fazem ao mesmo tempo o Ensino Médio e o curso técnico. Pelo sistema da pedagogia de alternância, os jovens passam uma semana na escola e uma semana na casa dos pais, onde aplicam os conhecimentos que adquiriram.Assista ao vídeo com a reportagem completa e confira como foi a aula e o efeito da Casa Familiar na vida de um dos jovens.