“Era uma vez” terá entrada franca no Cine Teatro Cuiabá neste sábado
Adventista

Fullbanner1


“Era uma vez” terá entrada franca no Cine Teatro Cuiabá neste sábado

Fonte: Da redação
SHARE
Foto: Divulgação.

O espetáculo teatral que reuniu mais de 900 pessoas no anfiteatro do Centro de Eventos Maria Jovelina de Almeida, de Jaciara, agora chega a capital. “Era uma Vez” terá 17 atores em sena, será apresentado no próximo sábado (03), a partir das 19h 30, no Cine Teatro Cuiabá, com entrada franca e tem classificação indicativa de 14 anos.

Conforme o diretor da Cia Trapézio Vinícius Moura, a peça é baseada no mito grego de Ícaro, trazendo à tona a mitologia do sertão brasileiro. “A história de Ícaro, criado e educado por uma família tradicional e que, como grande parte dos jovens, idealiza e coloca em prática o sonho de ganhar as “asas da liberdade”. Um contexto de emoções, surpresas e consequências” antecipou.

Ele destacou que a apresentação será realizada a convite do diretor da Cia Cena Onze e apoio da Cuiabá Music. “Estamos fortalecendo os nossos laços e alavancando os nossos trabalhos”, anunciou.

Cia Trapézio

Trapézio ganhou força através do apoio e iniciativa do deputado estadual licenciado Max Russi, atualmente secretário chefe da casa Civil. Com o elenco de 63 atores em idade escolar, seu intuito é levar ações culturais a públicos de todas as idades e fomentar, principalmente nas crianças, uma ferramenta de complemento educacional e desenvolvimento.

Por apresentar uma proposta diferente e ter alcançado pleno sucesso em suas primeiras apresentações, como a do palco voador, onde a trupe levou para público a verdadeira magia do “Circo de Rua”, a cia também agregou parceira com a paróquia São Francisco de Assis, de Jaciara.

A notoriedade também teve ascensão em sua expansão durante uma das performances em solenidade estadual, realizada em agosto passado no município, que teve a presença do governador Pedro Taques.

Vinícius Moura foi revelado durante o seu comando na Cia Municipal de Artes “Armando Ferreira Milhão” durante seus primeiros anos e, a partir daí o dramaturgo e teatrólogo tem expandido os seus trabalhos e ganhado reconhecimento na área da cultura estadual.