Entidades discutem fortalecimento da Junta Comercial
Supermoveis


Macropel

Entidades discutem fortalecimento da Junta Comercial

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Representantes de diversas entidades se reuniram com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk, para discutir o fortalecimento da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (Jucemat). O encontro foi realizado nesta terça-feira (27.06), na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

De acordo com a presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Silvia Cavalcante, a melhoria da estrutura impactaria nos serviços prestados. “A Jucemat é a porta de entrada dos negócios de uma empresa, queremos um olhar mais atento do governo, mais investimento”. Uma maior estrutura poderia melhorar os serviços”. 

Entre as cobranças está que a Jucemat não atende na velocidade que o empresário precisa. “Nessa questão estamos atrasados. Precisamos tratar a parte estruturante, para depois pensar na ampliação da equipe. Temos pessoas competentíssimas como a Gercimira e a procuradora Kátia, entre outros à frente do trabalho, e sabemos que no que diz respeito aos procedimentos já mudou muito, melhorou e vai mudar mais. Mas o problema estrutural da Junta Comercial é maior que o operacional. O trabalho vai melhorar na medida em que a estrutura for melhor”, destacou o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves de Souza, que já foi vice-presidente da autarquia.

De acordo com os participantes, diante da falta de dinheiro é preciso envolver todos na discussão. “Uma resposta para a Tecnologia da Informação seria uma grande solução para os problemas”, argumentou o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas de Mato Grosso (Sescon), Ironei Márcio Santana.

Ciente das dificuldades, o secretário Ricardo Tomczyk avaliou que o governo está sem capacidade de investimento no momento. “É a estrutura física, equipamentos, pessoal. Enfim, estamos debatendo isso há um bom tempo e vou levar novamente a demanda ao governador com a sinceridade que foi exposta aqui. Entendo a apreensão de vocês e é importante que estamos as claras, expondo e tratando dos problemas em prol de soluções”, frisou.

Também estiveram presentes representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial e Empresarial de Rondonópolis (Acir). O secretário adjunto de Empreendedorismo e Investimentos da Sedec, Leopoldo Mendonça também acompanhou a reunião.

Montreal