Empresários e profissionais do setor da construção participaram da 21ª edição do...
VendaMais

Empresários e profissionais do setor da construção participaram da 21ª edição do Salão Internacional da Construção

SHARE
Feicon Batimat. /Foto Assessoria

Por Assessoria

Uma missão empresarial composta por 20 empresários e profissionais do ramo da construção civil de Rondonópolis e região participou da 21ª edição do Salão Internacional da Construção (Feicon Batimat), realizada na cidade de São Paulo, entre os dias 11 e 13 de março. A missão foi viabilizada por meio de uma parceria entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae MT) e Sindicato das Industrias da Construção da Região Sul de Mato Grosso (Sinduscon-Sul/MT)

Focando na economia de água, energia e na industrialização do processo da construção civil, a Feicon Batimat, maior vitrine da construção civil da América Latina, fechou a edição reunindo aproximadamente 118 mil visitantes compradores e gerando negócios em torno de R$ 600 milhões, segundo a Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção (Anamaco), superando as expectativas. Esta edição contou com a participação de duas mil marcas nacionais e internacionais distribuídas numa área de 85 mil m².

Evento contou com a participação de duas mil marcas nacionais e internacionais e teve como foco a economia de água, energia e os sistemas construtivos industrializados. /Foto Assessoria
Evento contou com a participação de duas mil marcas nacionais e internacionais e teve como foco a economia de água, energia e os sistemas construtivos industrializados. /Foto Assessoria

A Feicon Batimat  apresentou, ao longo dos cinco dias do evento, novidades e soluções para o setor construtivo. Participaram do Salão mais de 25 países. “Ficamos muito satisfeitos com a edição deste ano. Além de mostrar soluções práticas e baratas para a economia de água e energia, também foram lançadas novidades que farão a diferença para os profissionais do setor. O diferencial do Salão está em trazer para o Anhembi profissionais qualificados interessados em fechar negócios. Tivemos cerca de 118 mil visitantes e podemos dizer que grande parte a fim de firmar parcerias e iniciar negócios”, avaliou Liliane Bortoluci, diretora do evento.

Um dos focos principais da feira é a geração de negócios. Este ano, segundo a Anamaco, foram movimentados R$ 600 milhões, superando as expectativas dos organizadores.

Para o gerente de compras do Grupo Echer, Roger Pereira, a participação na feira superou todas as expectativas. “Esta foi minha primeira visita à FEICON e posso afirmar que esta feira superou minhas expectativas. As razões são várias, passando desde a organização e facilidades para os visitantes, que puderam ver os produtos da melhor qualidade. Quero registrar minha satisfação e reconhecimento pelo trabalho profissional dos expositores e dos parceiros Sinduscon Sul/MT e Sebrae”, ressaltou o gerente.

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO