Empresário sugere parceria público privada para construção em área da antiga rodoviária
Supermoveis



Empresário sugere parceria público privada para construção em área da antiga rodoviária

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

A cidade deve receber o Ganha Tempo tão logo. Isso porque já há uma empresa vencedora do processo licitatório para a expansão do projeto do Governo do Estado nos municípios do Mato Grosso. A homologação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) foi publicada no Diário Oficial do Estado que circulou no dia 19 de setembro de 2017 e a obra da cidade de Rondonópolis está neste pacote.

O consórcio será o responsável pela gestão, operação e a manutenção de sete novas unidades do Ganha Tempo no modelo de concessão administrativa em Parceria Público Privada (PPP), pelo período de 15 anos. O problema é que a obra deve ocupar apenas uma parte do terreno da antiga rodoviária, ficando o restante ocioso. Para que a obra não se torne um problema ou o restante do espaço não seja subutilizado, a administração pública e a Câmara de Rondonópolis já começaram a analisar projetos que contemplem aquele espaço e beneficie a população.

Um empresário de Porto Alegre apresentou uma Manifestação de Interesse Privado – MIP para exploração da outra parte da área da antiga rodoviária. “Ele procurou a equipe da prefeitura com a ideia de proporcionar ao cidadão um Anfiteatro, biblioteca e espaço multicultural, bem como um piso para exploração comercial e estacionamento. Eles [empresa] já fizeram uma análise de viabilidade e devem formalizar a proposta em 15 ou 20 dias. Resta à administração pública analisar e ver a viabilidade do projeto”, explicou a gerente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Rondonópolis (Ippur), Cláudia Costa.

O presidente da Casa de Leis, vereador Rodrigo da Zaeli (PSDB), participou de uma reunião que aconteceu na prefeitura entre o empresário e o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD). Ele explicou que a iniciativa é plausível e deve ser estudada. “Mesmo que não seja firmada parceria com este empresários, mas é uma ideia a ser estudada. Precisamos proporcionar à população um espaço que facilite a vida do cidadão e ao mesmo tempo leve lazer e cultura à eles. Gostei deste projeto e acho que estamos no caminho certo”, defendeu Zaeli.

A reunião aconteceu na manhã de quarta-feira (17), no gabinete da Prefeitura Municipal, onde se fizeram presentes o prefeito Zé Carlos do Pátio, o diretor da empresa gaúcha Vértice Sistemas Construtivos, Carlos Boni, além do presidente da Câmara de Vereadores, Rodrigo da Zaeli, do Secretário de Cultura, Humberto Campos, da gerente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Rondonópolis (Ippur), Cláudia Costa e da arquiteta da Secretaria de Habitação e Urbanismo, Lívia Alves de Sousa.