Empreendedores transformam crise em oportunidade por meio das mídias sociais
Fullbanner1

Fullbanner2


Empreendedores transformam crise em oportunidade por meio das mídias sociais

Fonte:
SHARE
Leonardo Marques, CEO e fundador da Engaje – agência mato-grossense especializada em mídias sociais.

 Redação com Assessoria

Enxugar os custos e explorar novos mercados tem se tornado o caminho que muitas empresas encontraram para superar o período de retração econômica no país.

Em Mato Grosso, a procura pelas mídias sociais cresce cada vez mais como alternativa para atingir o consumidor de maneira rentável e eficiente. O meio digital oferece múltiplos canais de publicidade para que as marcas possam investir e obter um retorno de forma dinâmica.

Tendência de novos negócios, o marketing digital encara a crise como sinônimo de novas oportunidades. “As empresas diminuíram os investimentos em outras áreas e passaram a apostar no online como estratégia de mercado”, comenta Leonardo Marques, CEO e fundador da Engaje – agência mato-grossense especializada em mídias sociais.

Segundo pesquisa realizada pela comScore, o investimento total em publicidade online no país ultrapassou R$ 8,3 bilhões em 2014. Para 2015, a projeção é de aproximadamente R$ 9,5 bilhões.

O custo-benefício que a plataforma digital proporciona é um atrativo para as marcas. É possível obter resultados positivos – e rápidos – em uma campanha com um investimento inferior ao relacionado às mídias tradicionais. Em 2014, as vendas diretas através das mídias sociais aumentaram 26% segundo o estudo “2015 Social Media 500”. Outro aspecto destacado pela pesquisa aponta que as redes sociais influenciam a decisão de compra de 77% dos brasileiros.

O reflexo já pode ser sentido nas agências, que passaram a se comportar de maneira diferente para receber essa nova demanda. O aumento na procura resultou em uma queda no custo dos pacotes e um aumento na fidelização de novos clientes. “Somente em maio, a Engaje adquiriu sete novos contratos. Não há distinção, tanto empresas tradicionais quanto as mais contemporâneas perceberam que as relações na mídia social são bem construídas e o canal de comunicação não é mais unilateral”, esclarece o diretor da Engaje, João Paulo Stephan.

Atualmente, os consumidores estão interagindo de forma diferente com as empresas. Eles estão mais ativos, críticos e bem informados. No entanto, pela internet, as ações e movimentos feitos pelos usuários podem ser mensurados. “O feedback instantâneo de uma campanha na rede é muito importante. Ele revela oportunidades e identifica possíveis fraquezas que devemos trabalhar. Outro ponto contrastante com as mídias tradicionais”, pontua o CEO da Engaje, Leonardo Marques.

A previsão é de que, ainda esse ano, o Facebook e o Twitter disponibilizem o botão “comprar” em suas redes sociais. O objetivo é amplificar as vendas por meio dessa plataforma e atrair mais consumidores através de seu relacionamento direto – solidificando o caminho para que as empresas contornem o atual contexto econômico sem deixar de investir na publicidade.

Montreal