Emanuel segue perdido…
Fullbanner1

show


Emanuel segue perdido…

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Rogério Florentino/OD
Foto – Rogério Florentino/OD

Enquanto vários partidos, sobretudo os menores, brigam por espaço dentro do staff do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), o gestor segue fazendo o tipo daquele que quer ficar bem com todo mundo e no fim das contas as atenções ao jogo político tem sido a principal marca inicial da sua gestão à frente da capital nestes quase quatro meses. Em um momento em que o Brasil aguarda ansiosamente a tipificação do Caixa II como um crime, para que os autores dessa prática tenham, enfim, mais mecanismos de punição contra si, Pinheiro resolveu premiar um autor da referida infração com uma secretaria. A mais nova mudança de cadeiras da Prefeitura é a saída de Singlair Ciekalsli de Musis para a entrada de Wilton Coelho Pereira, o Wiltinho, na Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. O novo secretário sempre foi alguém muito relevante do ponto de vista eleitoral para Pinheiro e é ex-vice-prefeito de Várzea Grande, onde chegou a ser cassado por causa do tal Caixa II. Mas engana-se quem acha que a atual gestão de Cuiabá só está preocupada em resolver os problemas políticos oriundos das últimas eleições, isto é mentira. Até porque, dizem que já existe uma boa quantidade de pessoas dentro dela já focada nos próximos pleitos. Brincadeiras a parte, é preciso o experiente
parlamentar que virou prefeito entender que chega uma hora na política, sobretudo no Executivo, em que é preciso dizer “nãos”, até para companheiros, para a coisa conseguir andar. Enrolar todo mundo, pondo partido A para se engalfinhar com partido B por espaço é uma tática que resolve a curto prazo, mas daqui a pouco todo mundo cai na real e a indignação acumulada canaliza no verdadeiro dono da bola.