Emanuel assume que mandou dinheiro para o exterior, mas diz que era...
Adventista



Emanuel assume que mandou dinheiro para o exterior, mas diz que era para “acudir” irmão

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Ahmad Jarrah/ CircuitoMT

O atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), que ficou famoso nacionalmente após aparecer no Jornal Nacional, ainda enquanto deputado estadual, enchendo o paletó de possível propina dada pelo ex-governador corrupto também do PMDB, Silval Barbosa, não teve como fugir da raia e assumiu que enviou dinheiro para fora do Brasil. Embora negue veementemente, com uma calma até convincente, a origem ilícita do dinheiro que recebeu, a Polícia Federal encontrou, na casa do festor, extratos de transferências bancárias feitas para o exterior. Pinheiro, desta vez, não teve como negar que realizou a operação, mas argumentou que o montante envolvido foi para atender o irmão, residente nos Estados Unidos da América. Pinheiro disse que é rotineiro ajudar o irmão, Marco Túlio, que mora no país mais desenvolvido do mundo há 25 anos. Como sempre faz, Emanuel deixou a cargo do futuro o esclarecimento com detalhes toda a questão e envolveu até o nome da mãe para minimizar a operação financeira que fez, rechaçando a hipótese de manobra para esconder dinheiro oriundo de corrupção. “A minha mãe manda (dinheiro para o irmão) todo mês. Isso é a coisa mais normal do mundo. No momento oportuno, isso vai ser esclarecido”, falou o prefeito.

O irmão de Emanuel é casado e tem dois filhos nascidos no país de Donald Trump.