Em Primavera, milhares participam do “Vem Pra Rua”, pela moralização na política
Fullbanner1

Fullbanner2


Em Primavera, milhares participam do “Vem Pra Rua”, pela moralização na política

Fonte:
SHARE
População se concentrou na Praça de Eventos da cidade, ao final da manifestação.

Segundo estatísticas da Polícia Militar, aproximadamente cinco mil pessoas participaram do movimento “Vem Pra Rua”, realizado na tarde do domingo, 15, em Primavera do Leste, a exemplo das cidades de pelo menos 14 estados brasileiros. A concentração iniciou no Lago Municipal, com a mobilização de representantes de associações, entidades e da sociedade civil organizada.

A organização delimitou o percurso a ser seguido e todos em carreata seguiram por ruas, avenidas e bairros da cidade, encerrando o movimento na Praça de Eventos, onde várias autoridades se posicionaram contra a atual situação política brasileira.

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Primavera, João Luis Kruger, que representou a classe comercial, é hora de dar um basta na situação, que onera os empresários e trabalhadores, porém não oferece condições mínimas de saúde, educação e segurança.

Os presidentes de Sindicatos também se fizeram presentes, a exemplo do produtor rural José Otaviano Nardes, que também acredita na mudança através da moralização na política nacional.

Advogados que integram a OAB, seccional de Primavera do Leste também empunharam a bandeira da moralidade e se mostraram favoráveis à mudança nos destinos da atual política brasileira, bem como representantes das Lojas Maçônicas do município.

A exemplo de Primavera, diversas outras cidades do estado, como Rondonópolis e Cuiabá, registraram grande quantidade de pessoas nas ruas, pedindo mudanças e utilizando o bordão “Fora PT”.

PROTESTO EM CUIABÁ

Na capital, segundo a Polícia Militar, pelo menos 10 mil pessoas saíram em passeata, da Praça Alencastro. Ao longo do caminho, como houve a adesão de outros manifestantes a estimativa chegou a 25 mil participantes.

A organização porém, avaliou em pelo menos 40 mil, o número de participantes que usaram nariz de palhaço e levaram faixas e cartazes com palavras de ordem, contra a presidência da República.

20150315_155641

 

Montreal