Em MT, agentes penitenciários param por 48h e não recebem presos
Fullbanner1



Em MT, agentes penitenciários param por 48h e não recebem presos

Fonte: Dayene Paz
SHARE
Penitenciária Regional De Mata Grande / Foto: Arquivo

Agentes penitenciários de todo o Estado de Mato Grosso param as atividades, a partir de hoje, 11, por 48 horas. Eles reivindicam, além de um novo cálculo para adicional de insalubridade, a convocação de aprovados no cadastro reserva do concurso público.

A paralisação foi decidida em assembleia geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen-MT) na última semana. Após as 48 horas, a classe deve se reunir em uma nova assembleia.

Segundo o sindicato, o governo estabeleceu um prazo de 15 dias para apresentar o cálculo, mas não apresentou proposta.

“O número de presos só aumenta e nosso efetivo diminui. Tirando que na Mata Grande já está acima da capacidade”, afirma o agente penitenciário, Carlos Silva.

O últimmo efetivo foi convocado em 2010, e desde então, não há mais novos agentes, o que preocupa a classe.

Ainda, de acordo com o Sindspen-MT, durante a paralisação não haverá atendimento aos advogados, aos oficiais de Justiça (salvo alvará e mando de prisão de réu preso); visitas; assistências penais (educacionais, laborativas e religiosas); atendimento de saúde (exceto urgência emergência) e recebimento de presos.