Em liberdade, pastor acusado de estupro se defende e diz que vai...
Supermoveis


Macropel

Em liberdade, pastor acusado de estupro se defende e diz que vai fazer milagres

Fonte: Thiago Mattar, com informações da Mídia News
SHARE
Pastor chegou a ser preso em abril acusado de estuprar uma menina de 11 anos. Foto: Reprodução.

O pastor Paulo Roberto Alves, da Igreja Assembleia de Deus, está solto há 49 dias. Ele tinha sido acusado de estuprar uma menina de 11 anos em Cuiabá. Segundo o boletim de ocorrência registrado em abril, policiais em uma viatura da PM avistaram ele deixando duas garotas, uma de 11 e outra de 16 anos, próximo a um matagal.

Percebendo a viatura, o pastor fugiu em alta velocidade. Segundo depoimentos da menina mais velha, ela seria paga para fazer sexo com ele. E a mais nova, sua sobrinha de 11, deveria ser levada por ela para que ele também pudesse manter relações sexuais com ela. Em troca, o pastor pagaria R$ 200 pelo abuso das duas e mais R$ 200 para que não contassem nada.

Agora, em vídeo publicado na noite desta quarta-feira (29), ele diz que vai viajar e “fazer milagres”. Antes, quando foi preso, ele dizia que era vítima de “perseguição” da igreja, agora ele fala que “não esperava tanto carinho” em sua volta à Assembleia de Deus. “Sou assembleiano novamente. Se preparem porque vocês nunca viram tantos milagres igual vocês vão ver nas minhas viagens para a glória no nome de Jesus”, disse.

Veja o vídeo:

Montreal