Em conversa com NMT, Valtenir recua de Senado, fala em reeleição e...
Fullbanner1


Macropel

Em conversa com NMT, Valtenir recua de Senado, fala em reeleição e alfineta Taques

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Assessoria/Câmara Federal

Atual presidente do PSB em Mato Grosso e no terceiro mandato como deputado federal, Valtenir Pereira (PSB) bateu um papo com a reportagem do NMT, nesta semana, e indicou que está abdicando da ideia de tentar buscar o Senado Federal em 2018. Possibilidade bastante apontada pela imprensa cuiabana desde seu retorno ao atual partido na condição de liderança, Valtenir assumiu que foca a reeleição para tentar seu quarto mandado na Câmara Federal. Ele ainda tratou de não economizar críticas ao governo de Pedro Taques (PSDB) e alfinetou pessoalmente o tucano, conhecido por sua qualidade na oratória. Para Pereira, não será apenas um discurso bonito que convencerá o mato-grossense ano que vem em virtude de tudo que vem ocorrendo no estado.

A possibilidade de concorrer diretamente com um dos seus maiores algozes, o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (de saída do PSB), em busca do Senado em 2018 seria um cenário perfeito de uma verdadeira batalha política. A ação do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, de entregar o partido nas mãos de Valtenir no estado acabou enfraquecendo Mauro e seus vários aliados, como os deputados federais Adílton Sachetti e Fábio Garcia, que já vinham sendo constantemente retaliados pela direção nacional. Uma guerra de farpas entre Valtenir e os descontentes foi iniciada com sua posse e a chance de estarem em lados opostos na disputa majoritária no ano que vem seria o round final da luta. O atual presidente do PSB, porém, indicou que isso não deve ocorrer.

“Estamos construindo uma candidatura de reeleição a deputado federal. É muito cedo para falar em Senado da República. Vamos ver os movimentos das forças políticas, o movimento dos partidos e de seus líderes para lá na frente tomar uma decisão definitiva. Mas o que me parece adequado e o que estamos realmente trabalhando é uma candidatura de deputado federal pelo PSB com a proposta maior de fortalecer o partido para fazer novos federais e deputados estaduais”, elencou Pereira.

Governo Pedro Taques  

Em análise sobre o momento de dificuldade orçamentária do Governo do Estado, Valtenir defendeu que a falta de recurso não é o único problema, mas tem maior parte da culpa a falta de habilidade da gestão atual. “A bancada federal tem feito e muito bem sua parte no envio  de recursos (Fex, Repatriação, emendas e outras deliberações) ao estado, o que acontece é que há gastanças ocorrendo e está faltando gestão de resultado.  Tem que priorizar, por exemplo, a saúde porque ela não espera, são vidas que estão sendo perdidas. Pessoas estão indo para as unidades de saúde e não têm encontrado atendimento, ficam sem diagnóstico e sem tratamento. […] todo dia é um lugar que fecha as portas e deixa de prestar o serviço de saúde por falta de pagamento, porque só resta essa decisão extrema de paralisar o atendimento da população. É um governo sofrível e de muita tapeação e essa realidade vai impactar no ano que vem [eleições]”, opinou

Especificamente falando sobre o governador, que já trabalha um projeto de reeleição, Valtenir cutucou o adversário político ao criticar o seu perfil. Para o líder do PSB, não será uma boa oratória que vai trazer a vitória nas urnas no ano que vem para a chefia do executivo estadual em Mato Grosso. “Nós temos um estado que melhorou sua arrecadação, melhorou sua performance em PIB, mas tem dificuldades extremas em termos de oferecer serviços de qualidade à sua população. Além da saúde, temos delegacias da mulher sendo fechadas e não há perspectivas para reabrir. Taques foi eleito na perspectiva de avançar e agora frustra a expectativa sobre ele. Teremos um eleitor muito crítico no ano que vem e não será qualquer frase de efeito ou conversinha bonita que vai tapear o povo novamente”, finalizou.

Montreal