Elevação de Nível…
Fullbanner1



Elevação de Nível…

Fonte: Da Redação
SHARE

Sem título
Vereadores Guinâncio e Orestes

O perfil de um parlamentar, normalmente, transita por uma linha entre aquele que prioriza o trabalho técnico e aquele que se preocupa mais em fazer política, não leia-se aqui “politicagem”. Existem figuras que ficam, mais ou menos, no meio dessa relação, como é o caso do vereador rondonopolitano, Adonias Fernandes (PMDB), que sempre mostra uma relevante atividade legislativa, sendo até mesmo porta-voz do esclarecimento aos colegas em dúvidas que surgem em relação ao regimento interno e outras normas, mas não deixando de exercitar, sempre que possível, a habilidade política que tem. Outros, porém, com apenas poucos discursos e apontamentos na Casa de Leis, após serem eleitos, acabam sendo envolvidos pela veste da credibilidade com numeração perfeita, como se tivessem sido a vida toda vereadores. Este último exemplo personifica-se, na legislatura atual da maior cidade do interior de Mato Grosso, nas figuras dos parlamentares Carlos Guinâncio (PSDB) – ou subtenente Guinâncio – e Orestes Miraglia (SD). Guinâncio, inclusive, chegou ao parlamento com olhar “meio torto” da parte sobretudo dos veteranos, ou seja, os reeleitos, pelo anúncio que fez, ainda antes de ganhar as eleições, sobre a renúncia da verba indenizatória mensal de R$ 10 mil. No entanto, o vereador ganhou com seriedade o respeito dos colegas ao mostrar que a decisão foi uma decisão pessoal e não uma crítica, já que claramente não faz o tipo demagogo. Uma prova disso é que no topo da Comissão de Constituição, Justiça e Segurança Pública, uma das mais importantes do parlamento, está Guinâncio, ao lado do Dr. Orestes. Este último, consagrado nos setores de Comunicação e Direito da cidade, tem feito exatamente o que dele se esperava e, diga-se de passagem, se esperava excelência. Para quem se preocupava com a perda técnica da Câmara com a saída do ex-vereador Carlos Vanzeli, o alívio veio duplo.