“Efeito Aécio” é a aposta da defesa de Fabris
Fullbanner1

Fullbanner2


“Efeito Aécio” é a aposta da defesa de Fabris

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Reprodução
A Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT deve mesmo votar, em breve, a continuação ou não da prisão de um dos seus membros, o deputado estadual, Gilmar Fabris (PSD), preso há mais de um mês por determinação vinda do Supremo Tribunal Federal – STF, que enquadrou o parlamentar em possível obstrução de justiça. No entanto, a votação recente na alta corte que, por seis votos a cinco de seus membros, retornou ao Senado Federal o caso do senador Aécio Neves (PSDB), definindo então que o plenário que o acusado participa é que deve definir sobre seu afastamento, pode respingar no caso de Fabris e já é a principal arma da defesa e dos próprios deputados que querem votar a matéria e criticaram a prisão do colega. Recentemente, o ministro do Supremo, Luiz Fux, relator dos escândalos recentes envolvendo Mato Grosso e que chegaram ao STF, enviou ao Tribunal Regional Federal – TRF/1 para que nessa instância seja devidamente tocado o processo de Fabris. A ALMT já não só requereu também os autos como já se articula para votar, o que deve ocorrer em breve.
Montreal