E o salário oh! – Dr. Francisco Mello
Fullbanner1



E o salário oh! – Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

 

A média das verbas indenizatórias dos deputados estaduais no Brasil é de R$ 32 mil. Pernambuco é o Estado mais austero paga R$ 15.450,00.

A Transparência Brasil informa: os deputados estaduais de Mato Grosso são os que recebem mais. Vai vendo: O salário em si é R$ 25,3 mil, mas há um plus de R$ 65 mil, – aumentado em mais R$ 6 mil recentemente – mais mil litros de gasolina. Tudo para bancar as atividades parlamentares, sendo curioso não ser exigido controle ou prestação de contas deste valor.

Intrigante como o Centro Oeste e Norte do País oferecem políticos gastadores. Mato Grosso, Roraima, Amapá e Acre é o quarteto com Deputados mais perdulários da Federação.

Fazer o que! Está na Lei: cada Assembleia Legislativa tem a faculdade de determinar o quantum destinará pra seus deputados, ponto.

Diz a Transparência que em Mato Grosso perdeu-se o caráter indenizatório. Não precisa mais apresentar as costumeiras notas – muitas delas frias – empenhar e receber.  Ao final do mês a grana cai na conta. O resto? Quem quer saber do resto? O povão está na NEFLIX ou na novela.

Em relação a gastos anual das verbas, na Câmara Federal, o campeão foi meu xará Francisco Chapadinha do Pará. Valor: R$ 2.080.728,66. Alegou grandes distâncias.

Uma amostrinha: No Senado, David Alcolumbre, do Amapá, foi o campeão em gastança. Justificou que em seu Estado tudo é mais caro.

Países com excelência em IDH como Japão, Canadá, França, Inglaterra e Alemanha, pagam menos a seus deputados que o Brasil. Aqui, a despeito de serem bem pagos, 40% de nossos Congressistas, respondem a processos no STF; nos Estados não é diferente, muda apenas o Tribunal.

Após uma charla com meu amigo Alikson Batista Reis, Filósofo, Professor e pré candidato a Deputado, fiquei pensando: Se os ganhos do Deputado estadual estão atrelados aos do deputado Federal, e os deste é proporcional ao dos Ministros do STF, os  ganhos dos professores que ensinam tanto uns quanto outros, estão atrelados a que mesmo?  Me ajude aí. Como dizia Chico Anísio “E o salário oh!”.

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. drfranciscomello@terra.com.br (669)96892292.