Dracena destaca preparação e usa Zé Roberto como exemplo no Palmeiras
Fullbanner1



Dracena destaca preparação e usa Zé Roberto como exemplo no Palmeiras

Fonte: Felipe Zito e Rodrigo Faber
SHARE

Edu Dracena tem um currículo invejável. Aos 35 anos, o zagueiro do Palmeiras já conquistou Libertadores, Paulistão e Brasileirão. Mas engana-se quem acha que o atleta começa a projetar o fim da carreira.

Em alta na defesa do Verdão, com quem tem contrato até o fim de 2017 e opção de renovação por mais uma temporada, ele usa a experiência adquirida no dia a dia da para continuar a carreira em alto nível.

Além de toda uma preparação especial, que envolve desde a recuperação física até a parte nutricional, Dracena vê no parceiro Zé Roberto, que completa 43 anos em julho, um exemplo e como motivação.

– Eu estou procurando viver ano a ano, enquanto eu estiver jogando e me sentindo bem, com aquele frio na barriga como eu senti no jogo contra a Bolívia. Ali, com a torcida, eu falei: “É isso mesmo o que eu quero…” Enquanto isso existir, vontade de treinar e jogar, vou lutando com as dores. A idade é mais da cabeça. Quando você se prepara bem, tem um trabalho e acompanhamento alimentar, físico e muscular, você pode prolongar muito a sua carreira. Antigamente não tinha tantas opções (de preparação). O Zé Roberto é um exemplo para todos. Quando o cara é bom e consegue chegar jogando em alto nível não é por acaso – disse.

– Meu momento é muito bom, mas porque tive tempo e me preparei para isso. Fizemos um trabalho diferente na pré-temporada de fortalecimento. No início não participei junto com o grupo, trabalhei na academia visando esse momento. O importante é que tive tempo e agora estou colhendo os frutos que plantamos desde o ano passado – acrescentou Dracena.

Mesmo com a concorrência de Vitor Hugo e Yerry Mina, Edu Dracena tem recebido elogios de torcedores. Há até quem peça para Eduardo Baptista manter o camisa 3 do Palmeiras entre os titulares, mesmo quando os outros dois atletas estiverem à disposição da comissão técnica – Vitor Hugo está suspenso e Mina serve à seleção colombiana.

+ Antônio Carlos destaca concorrência e fala em aprendizado no Palmeiras

Experiente, o zagueiro comemora a repercussão positiva do trabalho realizado com a camisa alviverde neste início de 2017, mas evita qualquer empolgação exagera.

– Tanto nas críticas e nos elogios eu consigo me concentrar e saber o que eu estou fazendo e onde eu posso chegar. Graças a Deus eu cheguei num nível na minha vida profissional que mesmo quando estou jogando bem vou achar que eu sou o melhor do mundo nem quando eu jogar mal vou ser o pior. Consegui um equilíbrio, eu sei o que estou fazendo. Fico muito feliz pelo retorno da torcida, mas tenho os pés no chão sabendo que tenho de melhorar cada vez mais – avaliou o jogador.

Com passagens pelos rivais Santos e Corinthians, Edu Dracena chegou ao Palmeiras no ano passado. A rivalidade, que poderia ser um obstáculo a mais a ser superado, não interferiu na adaptação ao clube.

– Eu procuro fazer meu trabalho em campo, não sou de polêmica. Procuro respeitar meus adversários e por isso que sou respeitado em todos os clubes por onde eu passei. Vou conquistar o respeito jogando e não falando. Tenho de mostrar em campo e ser campeão.

No ano passado, Dracena atuou em 17 partidas do Campeonato Brasileiro e foi peça importante no plantel comandado por Cuca, principalmente no aspecto de liderança – foram 27 no total da temporada. Neste ano, ele completa o décimo jogo nesta quarta-feira, contra o Mirassol, às 20h30 (de Brasília), na arena.

> VEJA A TABELA DO PAULISTÃO

– Penso em sempre estar bem, se vou jogar ou não vai da escolha do treinador. Tenho de estar bem para quando entrar mostrar meu trabalho, como estou fazendo aqui. Eu não me considero nem titular nem reserva, me considero uma peça importante como todos são aqui. Eu sempre falo que mesmo quando não está jogando é que quando tem se preparar mais ainda para dar conta do recado e dar aquela dorzinha de cabeça ao treinador. Você não é campeão com 11 jogadores, é campeão com elenco. Não adianta nada um ir bem e quando outro entrar no time cair de produção. É bom manter e até melhorar o nível – contou.

+ Eduardo Baptista relaciona 21 atletas do Palmeiras contra o Mirassol; lista

Veja as informações do Palmeiras para a partida contra o Mirassol:

Local: arena do Palmeiras, em São PauloData e horário: quarta-feira, 20h30 (de Brasília)Escalação provável: Fernando Prass; Fabiano, Antônio Carlos, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo, Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Michel Bastos; Willian.Desfalques: Alejandro Guerra, Dudu, Miguel Borja, Yerry Mina (convocados), Vitor Hugo (suspenso), Jean e Moisés (machucados).Pendurados: Jean, Keno, Tchê Tchê e Vitor Hugo.Arbitragem: Rafael Gomes Felix da Silva, auxiliado por Daniel Paulo Zioli e Evandro de Melo Lima.Transmissão: Premiere 1 (com Jota Junior e William Machado)Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 19h30