DNA encontrado nas unhas de vítima de feminicídio dá positivo para agressor
Adventista



DNA encontrado nas unhas de vítima de feminicídio dá positivo para agressor

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Amostras biológicas subunguiais, encontradas na parte interna das unhas de uma mulher vítima de feminicídio, deram positivo para a identificação do agressor, informou a Coordenadoria de Perícias em Biologia Molecular da Politec.

O exame foi requisitado pela delegada de Nova Mutum, Angelina Andrade, com o objetivo de se verificar a participação do cônjuge no crime, ocorrido em julho do ano passado no município de Santa Rita do Trivelato. Maria de Fátima Teodoro de Freitas de 42 anos foi morta por esganadura.

De acordo com os peritos, o material encontrado nas unhas das mãos da vítima confirmaram a hipótese de sua tentativa de defesa ao arranhar o agressor.

O inquérito sobre o caso foi concluído e o suspeito foi preso em flagrante, mas durante o interrogatório negou as acusações sobre as circunstâncias de marcas de arranhões encontradas em seu corpo. Conforme a delegada, o laudo pericial será utilizado pelo Ministério Público Estatual (MPE-MT) durante a ação penal e no julgamento do crime praticado.

Na ocasião da prisão, amostras de saliva e da parte interna das unhas do suspeito foi coletada pelo IML, assim como de amostras biológicas da vítima, para confronto de DNA no Laboratório Forense da Politec. Após três tentativas, o perfil genético do suspeito foi isolado, confirmando a agressão e reforçando o seu envolvimento no crime.