Dinheiro da corrupção constrói escola em MT
Adventista

Fullbanner1


Dinheiro da corrupção constrói escola em MT

Fonte: Da Redação - Com Folhamax
SHARE
Foto: Reprodução.

O novo prédio da Escola Estadual Coronel Antônio Paes de Barros, será construído com R$ 5,6 milhões, recuperados pelo Governo do Estado em ações de combate à corrupção. A obra foi lançada no sábado (18-03) em Barão de Melgaço e atenderá mais de 600 crianças que moram na área urbana e também em comunidades ribeirinhas. Atualmente, os alunos estão em dois prédios, sendo que um deles tem mais de 40 anos e carências estruturais, principalmente elétricas.

Luziane Cristina Rosa de Oliveira, 17, é moradora da comunidade Praia dos Bois e todos os dias pega o transporte escolar fluvial para estudar. Ele fica uma hora dentro do barco e diz que não se importa com o trajeto porque gosta da escola e sonha ser advogada.

Na opinião da jovem, o ensino é bom, porém algumas coisas podiam melhorar. Ele lembra que sempre há problema no transformador e na rede elétrica e como consequência, os aparelhos de ar condicionado queimam ou deixam de funcionar a contento. Outra questão é a falta de uma quadra poliesportiva.

A estudante tem outros três irmãos, dos quais dois concluíram seus estudos na mesma escola e um, com 11 anos está no 6º ano e matriculado na unidade. “Eu não vou usufruir muito tempo da nova escola. Mas, estou feliz porque meu irmão e outras crianças terão a oportunidade. Sempre lutamos por isto”.

Conforme o projeto, a nova escola terá 16 salas de aula e uma estrutura com quadra, refeitório e biblioteca. O terreno foi doado pela Prefeitura de Barão de Melgaço e o dinheiro proveniente do ressarcimento aos cofres públicos dos valores denunciados durante a Operação Zaqueu.

Para a assessora pedagógica da escola, Enilza Albuquerque de Arruda Silva, a construção da escola é realização de um sonho e há muito tempo a comunidade se reúne em audiências e reunião com este objetivo. Ela argumenta que apenas na atual gestão estadual, conseguiu espaço e teve a reivindicação atendida. Agora, assim que for entregue a obra, no final deste ano, Enilza que dar início ao Programa Escola Plena, que garante atividades para os alunos no contraturno.

O governador Pedro Taques diz que a construção da nova escola foi possível com apoio dos vereadores e da prefeitura, que doaram o terreno. Ele argumentou que a escola incentivará as crianças e é uma das ações que visa melhorar a colocação da cidade no ranking do Índice de Desenvolvimento Econômico (IDH). Atualmente, Barão de Melgaço tem o 4º  pior índice de Mato Grosso. “E não é só isto, estamos investindo em vários setores. Fizemos a lama asfáltica da área urbana e ainda encaminhamos uma equipe para manutenção da estrada que liga Santo Antônio de Leverger a Barão de Melgaço. Haverá ainda a implantação da sinalização turística, melhoria na orla e as obras na Estação de Tratamento de Água”.

Taques ressaltou que o dinheiro usado para a construção foi recuperado da corrupção. “Antes, os contratos irregulares antigos eram deixados para trás, agora, com a formação do Cira (Comissão Interinstitucional de Recuperação de Ativos) e apoio do Ministério Público, o acusado precisa ressarcir o governo e o recurso se transforma em obras nos setores de educação, saúde e segurança”.

Recursos recuperados

Além da escola, os valores recuperados foram encaminhados para a construção de uma Companhia do Corpo de Bombeiros no Distrito Industrial, na reforma do Centro de Reabilitação Dom Aquino Correa (Cridac) e agora, na construção da escola Totó Paes, em Barão de Melgaço.

Durante a visita a Barão de Melgaço, o governador participou de uma solenidade na Câmara dos Vereadores, visitou o prédio onde funciona atualmente a escola Totó Paes e ainda inaugurou o hipódromo da cidade.

Durante a cerimônia de lançamento da obra, Taques assinou o licenciamento ambiental para o início das obras da ETA da cidade e ainda elencou as ações feitas na região com o objetivo do desenvolvimento turístico.

Estavam presentes no evento os secretários Controlador-Geral do Estado, Ciro Rodolpho Gonçalves; de Desenvolvimento Econômico, Carlos Avalone; de Educação, Marco Marrafon e das Cidades, Wilson Santos.