Dia do Sertanejo: Raiz ou universitário? Ritmo é o que mais toca...
Fullbanner1



Dia do Sertanejo: Raiz ou universitário? Ritmo é o que mais toca nas rádios do Brasil

Fonte: Dayene Paz
SHARE

Um gênero que conquista gerações e anda em evidência: O sertanejo. Hoje, 3 de maio, é dia do ritmo que toma conta do Brasil e do mundo, que apesar de suas mudanças, ainda faz o gosto de crianças, jovens e adultos.

Hoje, o gênero, conhecido internacionalmente, é o mais tocado no Brasil. Mas o cenário sertanejo foi envolvendo outros ritmos, como o sertanejo universitário. “Eu nunca gostei do modão, daquele estilo meio rústico, mas amo o sertanejo universitário, que sempre traz algo novo”, comenta a estudante de Direito, Aline Dias, 23 anos.

Já o empresário Lucas Garcia, de 44 anos, é daqueles que apreciam mesmo, um modão de viola. “Sertanejo universitário é coisa para jovens, eu gosto mesmo é de ouvir Tonico e Tinoco e tenho CD do Leandro e Leonardo, muito bem conservado”, brinca Lucas.

“O sertanejo universitário mudou a cara do sertanejo, mas o raiz ainda continua muito forte”, afirma Márcio Leão, que faz dupla com Aurélio. “Tem muita gente boa no mercado que só vem para fortalecer o sertanejo. A gente faz o tradicional, mas acaba misturando um pouco trazendo alguma novidade”,  fala o cantor que já tem 22 anos no cenário sertanejo. A dupla agora traz um trabalho novo, com participações especiais, como Edson e Hudson, Guilherme e Santiago, João Neto e Frederico, entre outras.

“É um cenário que só cresce, o sertanejo tomou conta de lugares que não tocavam, como Rio de Janeiro, Norte e Nordeste”, afirma o cantor Charles, que faz dupla com Mancini. A dupla vem se destacando em várias cidades do Brasil e também compõe. “A gente faz um show voltado aos dois estilos, modão e universitário, que agrada todos os gostos”, conta.

Dia do Sertanejo

O ‘Dia do Sertanejo’ passou a ser comemorado na década de 60.  Geraldo Meireles, considerado o “Marechal da música sertaneja”, junto com Tonico e Tinoco, As Galvão e outros artistas do sertanejo raiz, tiveram a ideia de criar um dia em especial para os cantores sertanejos. Os violeiros do sertão eram homenageados pela rádio. A data ficou conhecida como o “Dia do Sertanejo” cunhado pela fé e perseverança dos violeiros que todos os anos iam até a capital mariana do Brasil para agradecer a Nossa Senhora pelo trabalho realizado durante o ano todo.