Detran abre licitação para aquisição de totens de autoatendimento
Fullbanner1



Detran abre licitação para aquisição de totens de autoatendimento

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) iniciou o processo de licitação para a aquisição de totens de autoatendimento. O aviso foi publicado nesta terça-feira (28.03), no Diário Oficial do Estado (DOE).

O lançamento e envio das propostas no Sistema de Aquisições Governamentais (SIAG) deverá ocorrer entre os dias 28 de março e 07 de abril, até às 8h45. A abertura das propostas e início da sessão será no dia 07 de abril, às 9h.

Os terminais eletrônicos de autoatendimento inicialmente contemplarão a região metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande, e gradativamente chegarão ao interior do estado. O projeto foi desenvolvido com a equipe técnica das diretorias de Administração Sistêmica, Veículos e Habilitação, a Coordenadoria de Tecnologia de Informação (TI) do Detran e a Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

O objetivo do projeto é desconcentrar o atendimento das unidades da autarquia e levar para pontos onde há grande circulação de pessoas como shoppings, universidades e órgãos públicos para que o cidadão tenha acesso aos serviços.

De acordo com o presidente do Detran, Arnon Osny, com a implantação deste projeto o departamento pretende reduzir em até 30% o fluxo de atendimento presencial nas unidades e, desta forma, reduzir as filas.

“Também pretendemos diminuir custos, pois não temos condições de abrir uma unidade em cada um desses locais. Teremos nos terminais serviços simples como emissão de taxa e solicitação do licenciamento anual. Os serviços complexos, como abertura de processo de CNH, transferência de veículos, dentre outros, continuarão concentrados nas unidades”, explica o presidente.

Com isso, a gestão pretende agilizar o atendimento ao cidadão e promover mais celeridade nos processos da autarquia.  De acordo com o presidente, atualmente o cidadão paga a taxa e deve aguardar a compensação para poder finalizar os processos de habilitação e veículos.

“Hoje, para a finalização dos processos dependemos do sistema bancário para comunicar a baixa do pagamento e isso leva entre 40 minutos até 72 horas, o que gera a espera que tanto inquieta o cidadão. Com essa tecnologia, o cidadão pode emitir e pagar as taxas e se programar para vir ao órgão após esse prazo”, esclarece.

Osny explica que, mesmo com a implantação do autoatendimento, as unidades continuarão atendendo normalmente, porém, com o auxílio da tecnologia.