Deputado luta para que nome de contribuinte não vá para dívida ativa,...
Supermoveis



Deputado luta para que nome de contribuinte não vá para dívida ativa, por falta de pagamento de IPVA

Fonte: Assessoria
SHARE
Foto: Assessoria.

O deputado Sebastião Rezende (PSC) esteve com o secretário de Fazenda do Estado, Rogério Gallo, para tratar da ampliação do prazo de lançamento de débitos do IPVA na dívida ativa do Estado. Rezende é autor do Projeto de Lei 46/2018, que trata da racionalização da cobrança judicial de créditos inscritos na dívida ativa do Estado, em tramitação na Assembleia Legislativa. A proposta aumenta para mais de 180 dias, não podendo ultrapassar 365 dias para o envio dos dados da Sefaz à Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Com o secretário de Fazenda, o deputado esteve liderando uma comitiva de dirigentes lojistas (comerciantes) da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis. Conforme o parlamentar, o projeto em andamento corrige um problema que está atingindo os contribuintes em todo o estado. “Só em Rondonópolis são mais de 160 mil veículos. A forma atual, o fato de não pagar o IPVA, automaticamente, já insere o contribuinte na dívida ativa, e isso causa transtornos. O cidadão tem que se deslocar do interior para a Capital, para tirar o boleto de pagamento na Procuradoria Geral do Estado”, diz Rezende.

Não bastasse esse transtorno, conforme o parlamentar, mesmo pagando o boleto, a dívida demora cerca de 40 dias para ter baixa no sistema. “Isso é um absurdo que precisa ser corrigido com certa urgência”, observou o parlamentar. “É algo inaceitável”, disse.

O secretário de Fazenda do Estado, Rogério Gallo, afirmou que a demanda apresentada é importante e pode beneficiar os contribuintes de todo o Mato Grosso. “Vamos estudar a implantação de um sistema para facilitar o pagamento, tornar a cobrança dos débitos mais facilitada. Um sistema informatizado”. Gallo informou que atualmente a Procuradoria Geral do Estado já está integrada com a Secretaria de Fazenda.

Gallo anunciou que em 40 dias o sistema já deverá estar pronto para atender o contribuinte. “O sistema online vai permitir, sobretudo ao contribuinte do interior, fazer qualquer negociação, como emitir boleto para pagamento e renegociar as dívidas”.

Outro pleito apresentado pelo deputado Sebastião Rezende e representantes lojistas ao secretário de Fazenda diz respeito à compensação de crédito para os contribuintes que efetuaram pagamento do imposto em duplicidade. Conforme o parlamentar, a expectativa é que o governo atue da mesma forma que a Receita Federal faz atualmente, ou seja, quando há duplicidade, retorna o crédito a partir do mês seguinte. “Fizemos essa solicitação e o secretário ficou de analisar”, disse.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis, Neles Walter Farias, disse que a audiência com o secretário, agendada pelo deputado Sebastião Rezende, “foi uma forma de provocar o governo para que facilite a vida do cidadão, e não complique mais as coisas, principalmente num momento de crise econômica como o que vivemos”.