Deputado do PR defende reforma da Previdência; petista questiona legitimidade do governo
Fullbanner1



Deputado do PR defende reforma da Previdência; petista questiona legitimidade do governo

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Agência Câmara
SHARE

O deputado Bilac Pinto (PR-MG) disse há pouco que não votar a reforma da Previdência poderá significar cortes abruptos mais tarde, como teria acontecido em outros países como a Grécia.

Segundo ele, lá houve redução de 5% a 15% no valor das aposentadorias e aumento da idade mínima de aposentadoria de 60 para 65 anos para as mulheres, sem regras de transição.

“O Rio de Janeiro já está parcelando salários”, lembrou. O deputado ressaltou ainda que a população está envelhecendo, e muitos se aposentam antes dos 60 anos de idade.

Legitimidade
Já o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) questionou a legitimidade do governo para propor uma reforma da Previdência tão ampla. “Nenhum candidato a presidente ou a deputado defendeu esta reforma nas suas campanhas. Isso é uma rasteira no eleitor”.

Segundo o deputado petista, poderiam ser debatidas outras propostas para equilibrar as contas, como mudanças na contribuição previdenciária para taxar mais empresas que lucram muito e têm poucos empregados.

A comissão especial da reforma da Previdência (PEC 287/16) está debatendo o relatório apresentado pelo deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). 

A reunião ocorre no plenário 2.

Mais informações a seguir

Assista também pelo canal da Câmara dos Deputados no Youtube.