Denúncia acusa Santa Casa de irregularidades e pede auditoria nas contas do...
Supermoveis


Macropel

Denúncia acusa Santa Casa de irregularidades e pede auditoria nas contas do hospital

Fonte: da redação
SHARE
Denúncia foi enviada ao governador Pedro Taques, ao MPF e MPE. Foto: Reprodução.

A Santa Casa de Rondonópolis é alvo de polêmicas desde o fechamento da UTI Pediátrica da unidade no dia 13 de novembro. Uma nova polêmica surgiu a partir de uma denúncia sobre irregularidades na gestão do hospital protocolada no gabinete do governador Pedro Taques (PSDB). O teor da denúncia foi publicado pelo site Agora MT na tarde desta terça-feira (21). Segundo o denunciante, que não foi identificado, o hospital estaria priorizando leitos para o atendimento particular e negando internações pelo SUS. Pela legislação, hospitais filantrópicos são obrigados a destinar ao menos 60% dos leitos para pacientes do SUS.

Ainda segundo a denúncia, o hospital deveria passar por uma auditoria por ser “um saco sem fundo de recursos públicos”. O denunciante acusa o hospital de “ser particular” e acredita que a prestação de contas atual “não revela a situação real das contas, pois esses indivíduos são ‘experts’ em maquiá-las”, escreve na denúncia.

A prioridade para pacientes com planos de saúde foi constatada, segundo a denúncia, via ligação telefônica. O denunciante solicitou uma vaga de UTI para um paciente do SUS para a atendente. Em reposta, a Santa Casa teria informado de imediato que não existiam leitos disponíveis para pacientes do Sistema Único de Saúde. Em uma nova ligação realizada pouco tempo depois, a denúncia aponta que ao solicitar a mesma vaga, só que para um paciente particular em pós-operatório, a vaga que foi negada ao paciente do SUS foi confirmada de imediato ao paciente do particular.

“Na verdade, senhores, não existe falta de recursos na Santa Casa. O que estão fazendo é um verdadeiro teatro para tentar extorquir o Estado, o que falta na Santa Casa é vergonha na cara dos bandidos que ocuparam a direção e uma auditoria pente fino nas contas e destinação dos recursos para desmascará-los”, diz outro trecho da denúncia.

O denunciante, mesmo sem apresentar provas, ainda acusa o atual diretor da Santa Casa, Kemper Carlos Pereira, de suposto desvio de dinheiro quando atuava como diretor financeiro de outro hospital. O superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Éder Lúcio, também é acusado no documento de ter sido supostamente demitido de outro hospital em Belo Horizonte (MG) por desvio de dinheiro.

Transparência
No Portal da Transparência da Santa Casa, o último relatório publicado diz respeito a custos e recebimentos do mês de junho de 2017. As contas dos últimos quatro meses não estão disponíveis para consulta.


Outro lado

A assessoria de imprensa da Santa Casa informou que, até o fechamento desta reportagem, a assessoria jurídica do hospital estava reunida para analisar a denúncia e se pronunciar sobre o caso.

Veja a denúncia:

Montreal