Delegado nega intenção de ser prefeito
Adventista

Fullbanner1


Delegado nega intenção de ser prefeito

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Arquivo/ATribunaMT

Depois de várias matérias, inclusive uma publicada pelo NMT, dando conta da intenção do PSL e do próprio deputado estadual eleito, delegado Claudinei Lopes (PSL), dono de quase 30 mil votos em 2018 e que sequer assumiu o mandato, de iniciar um trabalho visando a Prefeitura de Rondonópolis no pleito municipal de 2020, Lopes fez questão de esclarecer, em sua conta oficial no Facebook, que não vê nada mais no horizonte que os quatro anos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT.

Como em política quem tem poder, de fato, é quem tem mandato, Claudinei pode ser considerado um dos líderes do partido do presidente, Jair Bolsonaro (PSL), em Mato Grosso, mas aparentemente está satisfeito, ao menos temporariamente, com o que já conquistou e não projeta voos mais altos. Claudinei postou junto a matéria do NMT um texto em que esclarecesse que a intenção da possível candidatura a prefeito nunca saiu de sua boca.

“Em nenhum momento mencionei em ser pré-candidato à prefeito de Rondonópolis; A intenção sempre foi, é e será fazer um bom trabalho como Deputado Estadual, com a certeza de ajudar muito Rondonópolis e região (…) Vou continuar trabalhando em prol da sociedade e tentar fortalecer o PSL para, aí sim, ajudar a escolher nomes bons e fortes para concorrerem às eleições de 2.020”, disse em alguns trechos.

Por fim, o delegado reitera novamente no texto a intenção de ajudar no processo de transformação do Mato Grosso e do Brasil, algo nascido nas urnas, e cravou que irá cumprir o mandato que recém-conquistou até o fim. As fontes de informação do NMT, porém, garantem que o lobby dos correligionários a Lopes existiu e deve seguir existindo quanto a possibilidade.