Defaz prende servidor do Intermat por sumiço de processos de terras
Supermoveis


Macropel

Defaz prende servidor do Intermat por sumiço de processos de terras

Fonte:
SHARE

Assessoria/PJC-MT

Um servidor de carreira do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) foi preso pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública, por subtrair processos do órgão.

A prisão ocorreu nesta quinta-feira (02.07), depois que uma funcionária do órgão encontrou sete processos enrolados em sacos plásticos preto, embaixo da mesa do servidor Donizete Sena Rodrigues, 51, e acionou à Polícia Civil.

O servidor tem 27 anos de serviço público e foi autuado em flagrante por crimes de peculado, extravio de documentos públicos e advocacia administrativa. Ele trabalhava no Protocolo, mas com denúncias anteriores foi transferido para RH do Intermat, onde os processos foram encontrados.

Ao ser detido, nas proximidades do órgão, o servidor foi levado à Defaz e lá informou que os processos tinham sido “plantados”. Mas no celular dele os policiais encontraram várias mensagens falando de processos de regularização de terras e valores.

A delegada Cleibe Aparecida de Paula informou que na Defaz já havia dois boletins de ocorrências informando sumiço de processo e de uma CPU. “Agora com essa prisão vamos dar prosseguimento nas investigações e levantar quantos processo em tramite nos setores sumiram e qual a relação do servidor com pessoas desses setores”, destacou.

Montreal