DATAFOLHA: Lula mantém dobro em relação a Bolsonaro, isolado em segundo
Supermoveis


Macropel

DATAFOLHA: Lula mantém dobro em relação a Bolsonaro, isolado em segundo

Fonte: Da Redação com O Globo
SHARE
Foto - Sérgio Lima/Poder360 - Wilson Dias/Agência Brasil

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (2) aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permanece na liderança da disputa presidencial de 2018. O levantamento também indica que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) se consolidou no segundo lugar, superando Marina Silva, que até então aparecia tecnicamente empatada com o parlamentar.

Em todos os cenários estimulados, Lula também aparece em primeiro lugar, com intenções de voto que variam entre 34% e 37%, dependendo dos possíveis candidatos citados. Bolsonaro chega a até 19%. No que apresenta o maior número de nomes, Lula aparece com 34% dos votos, seguido por Bolsonaro, com 17%.

Marina aparece com 9%, tecnicamente empatada com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e com Ciro Gomes (PDT), ambos com 6%. O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa soma 5%. As intenções de voto em branco e nulo chegam a 12%.

O cenário eleitoral

Pesquisa feita com 2.765 pessoas, entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. Em %

  • 34 – Lula (PT)
  • 17 – Jair Bolsonaro (PSC)
  • 9 – Marina Silva (Rede)
  • 6 – Alckmin (PSDB)
  • 6 – Ciro Gomes (PDT)
  • 5 – Joaquim Barbosa
  • 5 – Álvaro Dias (Podemos)
  • 3 – Manuel D’Ávila (PCdoB)
  • 1 – Michel Temer (PMDB)
  • 1 – Henrique Meirelles (PSD)
  • 1 – Paulo Rabello de Castro (PSC)
  • 12 -Branco/Nulo/Nenhum
  • 2 – Não Sabem

Na simulação em que Alckmin é substituído pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o tucano soma 5% das intenções de voto. Os demais candidatos têm desempenho semelhante. Lula ganha em todos os cenários de segundo turno e ampliou em quatro pontos percentuais sua vantagem, em comparação com setembro, em relação à disputa com Bolsonaro (51% a 33%), Alckmin (52% a 30%) e Marina (48% a 35%).

Judicialmente, Lula é dúvida

A candidatura de Lula, no entanto, pode ser barrada, com a previsão de julgamento em segunda instância da sua condenação pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, no caso do tríplex no Guarujá. No principal cenário em que o ex-presidente não está na disputa, Bolsonaro lidera com 21%, seguido de Marina (16%) e Ciro Gomes (12%).

Alckmin apareceria, sem Lula, com 9%, empatado com o senador Álvaro Dias (Podemos-PR). O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, um dos cotados para substituir Lula na disputa, soma apenas 3% e empata tecnicamente com Manuela D’Ávila, já anunciada como pré-candidata do PCdoB. Sem Lula, as intenções de voto em branco e nulo ficam entre 25% e 30%.

A pesquisa foi divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo”. O instituto fez 2.765 entrevistas entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. Segundo a “Folha de S. Paulo”, não houve mudança quanto ao perfil do eleitorado dos dois principais possíveis candidatos.

Lula tem a preferência entre os mais pobres, menos escolarizados e moradores da região Nordeste. Bolsonaro, por sua vez, tem maior adesão entre eleitores homens, jovens e com renda maior.

Montreal