Curso Técnico em Agronegócio forma primeira turma em São Joaquim (SC)
Supermoveis



Curso Técnico em Agronegócio forma primeira turma em São Joaquim (SC)

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Em 2015 o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (SENAR/SC) iniciou o Curso Técnico em Agronegócio da rede e-Tec no estado. Os primeiros polos presenciais foram nos municípios de São José, Fraiburgo e São Joaquim. Após dois anos de curso, no próximo sábado (4), formam-se os primeiros 20 participantes de São Joaquim. A solenidade está marcada para as 19 horas, no Clube Astréa, e reunirá autoridades, familiares e amigos dos formandos. Em São José a formatura dos 22 novos técnicos formados pelo SENAR/SC acontecerá no dia 11 de fevereiro (sábado), às 20 horas na FETAESC.

Atualmente Santa Catarina conta com seis polos presenciais, além de São Joaquim e São José: os municípios de Seara, Fraiburgo, São José, Campo Alegre e Braço do Norte também possuem turmas. O curso é totalmente gratuito e capacita os profissionais para a execução de procedimentos de gestão do agronegócio. As aulas são 80% a distância e 20% presenciais, nas quais são promovidas visitas técnicas para conhecer a realidade de propriedades catarinenses.

“É uma imensa satisfação acompanhar o engajamento de cada um desses participantes. A atitudes deles em fazer o curso demonstra a preocupação com o futuro da agropecuária. Os avanços tecnológicos são uma realidade no campo e, com certeza, esses técnicos estão qualificados em alto nível para levar atitudes inovadoras aos nossos produtores rurais, pensando sempre na melhoria do dia a dia dentro das propriedades”, observa o presidente do Sistema FAESC/SENAR-SC, José Zeferino Pedrozo.

A coordenadora do programa em Santa Catarina, Katia Zanela, destaca que ainda no mês de fevereiro ocorrerão as formaturas dos polos de São José e Fraiburgo. “Ficamos felizes em acompanhar a conclusão das primeiras turmas e ver que esse trabalho terá reflexos positivos para o meio rural”.

Os profissionais formam-se aptos para atuar nas mais diferentes funções, entre elas empresas comerciais, estabelecimentos agroindustriais, serviços de assistência técnica, além de extensão rural e pesquisa.

“Eles serão os agentes de transformação rural. Terão a responsabilidade de levar para o campo uma visão empreendedora auxiliando os produtores catarinenses a identificar os potenciais de suas propriedades para que, cada vez mais, a produção seja aprimorada e garanta a qualidade de vida e a melhoria da renda”, complementa o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi.

RENOVAÇÃO NO CAMPO

Denise de Bettio, de 31 anos, resolveu seguir os passos do pai que é produtor rural na localidade de Morro Agudo, em São Joaquim. A cadeia produtiva da propriedade tem como base os gados de corte e leite. “O desejo de me inscrever surgiu da necessidade de melhorar a propriedade do meu pai que é um pequeno produtor”, conta.

A mais nova produtora rural é uma das formandas da primeira turma do curso no município. “Foi uma experiência gratificante. Comecei com o objetivo de aprender o melhor caminho para organizar a propriedade e concluo conquistando muito mais do que almejava. Tinha pouco conhecimento sobre o meio rural, mas hoje me sinto preparada”, afirma ela.

Segundo Denise, a propriedade está passando por melhorias em edificações, maquinários e pastagens que proporcionarão um aumento no rendimento do produto final. “O principal benefício é o conhecimento, principalmente quando nos aventuramos em áreas até então distintas de nosso cotidiano. Descobri que uma propriedade rural que antes era utilizada apenas para lazer, pode se tornar uma empresa rural de sucesso”, finaliza.

Assessoria de Comunicação do SENAR-SC
www.senar.org.br