Cristóvão monta o time para estreia e sinaliza Andrezinho como volante
Fullbanner1

Gov

Macropel

Cristóvão monta o time para estreia e sinaliza Andrezinho como volante

Fonte: Fred Huber
SHARE

A estreia do Vasco no Campeonato Carioca será no próximo domingo, às 17h, contra o Fluminense, no estádio Nilton Santos. Nesta sexta-feira, o técnico Cristóvão Borges concedeu entrevista coletiva após o treinamento, em São Januário, e afirmou que já tem a equipe praticamente pronta para o clássico. Evander, com um problema no tornozelo, está vetado, e Muriqui ainda é dúvida por causa de dores lombares.  

Na vaga de Evander, a tendência é de que Andrezinho seja escalado para atuar como volante, assim como fez nas partidas contra o Corinthians e River Plate, no Torneio da Flórida, nos Estados Unidos. Desta forma, o Vasco deve estrear oficialmente em 2017 com Martín Silva, Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Henrique; Julio dos Santos, Andrezinho, Nenê, Escudero e Eder Luis (Muriqui); Thalles.- A semana foi proveitosa. Demos continuidade no trabalho e aprontamos a equipe. O único problema é o Evander. Muriqui também reclamou de dores lombares e não tenho certeza se vamos poder contar com ele. Testei opções para esta situação. O Andrezinho foi bem lá nos EUA. Está em vantagem – disse Cristóvão.Para o treinador, o ideal seria não ter logo um clássico na primeira rodada, já que seu time ainda está em formação neste início de temporada. Além disso, ele não poderá contar com o meia Wagner, reforço que ainda não foi regularizado.- A expectativa é grande, e é difícil corresponder. Quando não se começa com um clássico é bem melhor para fazer os ajustes. Contratamos os jogadores e queremos vê-los atuando. Queria contar com todos, mas é assim mesmo, tem a burocracia. Apesar disso, Cristóvão sabe que uma vitória contra o Flu tem o poder de dar a tranquilidade que ele precisa para dar sequência no trabalho sem pressão extra já no início da competição.- Para o torcedor interessa a vitória, e tem que ser assim. Vamos fazer de tudo para ganhar. Não é decisivo, mas é bastante importante. Uma vitória moraliza e facilita as coisas. Se tivermos dificuldades, é o começo. Temos que estar prontos para o objetivo, que é ser campeão. Para isso, passamos por obstáculos. Isso é amadurecimento de grupo. Temos consciência e compreendemos o torcedor.Em jogos válidos pelo Carioca, o Vasco não perde para o Fluminense há cinco anos, ou sete jogos (quatro vitórias e três empates). O Tricolor venceu a última na final da Taça Guanabara de 2012.