Crime em MT: Assassino de personal é boliviano, diz amante
Supermoveis



Crime em MT: Assassino de personal é boliviano, diz amante

Fonte: Da redação
SHARE

O atirador que matou o personal Danilo Campos, em novembro de 2017, é boliviano e fugiu do país antes mesmo de receber R$ 10 mil prometidos por Guilherme Dias de Miranda, suposto mandante do crime.

A informação foi divulgada pelo site Repórter MT e consta no depoimento à polícia de Ane Lise Hovoruski, aluna, casada com Guilherme Dias e amante do personal.

Ao ser presa em fevereiro, na cidade de Foz do Iguaçu (PR), Ane foi recambiada para Cuiabá pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e deu detalhes de como o marido havia orquestrado o crime.

A amante afirmou à delegada Alana Cardoso que o boliviano agiu junto de Walisson Magno da Silva, amigo de Guilherme que supostamente dirigiu a moto utilizada no crime.

O acusado de efetuar os disparos fugiu sem receber a quantia de R$ 10 mil, levando a arma usada no crime. As investigações do caso seguem sob sigilo.

O caso

O crime foi praticado no dia 8 de novembro de 2017, no bairro Goiabeiras, em Cuiabá. O corpo do personal foi encontrado caído ao lado do carro, na Rua General Ramiro de Noronha.

Testemunhas relataram que 2 homens em uma motocicleta se aproximaram do carro da vítima perto de uma conveniência, na Rua General Ramiro de Noronha, no Bairro Duque de Caxias e mataram o personal a tiros.

Guilherme, que é acusado de ser o mandante, e Walison Magno de Almeida, um dos executores, estão presos desde o dia 17 de março. Segundo as investigações da Polícia Civl, Guilherme teria ordenado a morte de Danilo por ciúme de sua então esposa, Ane Lise Hovoruski que estaria tendo um caso amoroso com o personal.