Cresce o número de casos de violência contra a mulher em Mato...
Supermoveis

Fullbanner2


Cresce o número de casos de violência contra a mulher em Mato Grosso

Fonte: Thiago Mattar
SHARE
Para delegada de Rondonópolis, o aumento de denúncias reflete maior acesso à informação. Foto: Felipe Arcanjo.

Números da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) revelaram um aumento de 8% no número de casos de violência contra a mulher em Mato Grosso. De acordo com os dados fornecidos, são 24.501 ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos entre janeiro e setembro de 2017.

Os números apontam um aumento de quase dois mil casos em relação ao mesmo período no ano passado, quando foram registrados 22.562 casos que envolvem de ameaças a homicídios.

Até o mês de setembro, foram registrados nas delegacias de Mato Grosso mais de 15 mil casos de ameaça, 7.754 casos de lesão corporal, 248 tentativas de homicídio, 180 casos de estupro, 148 casos de sequestro e cárcere privado, 128 tentativas de estupro, 136 casos de assédio sexual, 60 casos de maus tratos, 52 homicídios e 18 estupros de menores.

Em Rondonópolis, região sul do estado, o aumento foi de 81 casos de ameaça em relação ao ano passado, quando foram registradas 919 ocorrências. O número de ameaças, assédios, estupros, e tentativas de homicídio são os que mais cresceram na cidade.

Para a delegada Carla Peixoto Ferraz, da Delegacia da Mulher de Rondonópolis, o aumento é reflexo de campanhas de conscientização e do esclarecimento cada vez maior das pessoas em relação a Lei Maria da Penha, que completou 10 anos de existência em agosto deste ano.

“Esse aumento das denúncias demonstra um acesso maior das vítimas à informação, mostra que as pessoas têm procurado os órgãos para denunciar as violências sofridas. Afinal, a violência contra as mulheres nunca deixou de existir”, comenta a delegada.

A delegada ainda destaca que vizinhos e familiares podem denunciar de maneira anônima ao presenciarem gritos, barulhos suspeitos, agressões ou xingamentos contra as vítimas. “Existem muitas maneiras de registrar denúncias atualmente; ela pode ser feita pessoalmente na Delegacia da Mulher, em qualquer delegacia do município, ou nos telefones 197, da Polícia Civil, e no disque-denúncia 180”, explica.

Veja abaixo a relação completa dos casos registrados em Mato Grosso e Rondonópolis:

Fonte: SESP-MT.

Montreal