CPI prevê prisões de empresários e expulsão da Friboi de MT
Supermoveis

Fullbanner2


CPI prevê prisões de empresários e expulsão da Friboi de MT

3
Fonte:
SHARE
Foto: Internet/FolhaMax

As investigações das irregularidades nos incentivos fiscais no Estado devem levar novas “personalidades” a prisão. Esta foi a conclusão do deputado Wilson Santos (PSDB), membro da CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal na Assembleia Legislativa.

O líder do governador Pedro Taques (PSDB) citou como exemplo a detenção do ex-governador Silval Barbosa e dos ex-secretários Marcel Souza Cursi (Fazenda) e Pedro Nadaf (Casa Civil). “A CPI já levou a cadeia o ex-governador, ex-secretários e agora está chegando aos empresários. Não menosprezem esta CPI”, disse o tucano após constatar que o diretor da JBS, Valdir Aparecido Boni, não deu respostas convincentes em oitiva realizada nesta quinta-feira.

Durante a oitiva, o deputado “pressionou” o diretor com relação ao pagamento de propina a empresa, que foi o principal grupo agraciado com benefícios fiscais na gestão do ex-governador Silval Barbosa. Alguns incentivos foram concedidos sem análise e aprovação do Cedem (Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado).

Outra suspeita recaiu sobre a duplicidade de incentivos concedidos a empresa por meio de decreto assinado pelo ex-governador sem que o tema fosse analisado pela Assembleia Legislativa. “O ex-governador Silval Barbosa e o ex-secretário Pedro Nadaf não estão na cadeia a toa. Eles, junto com o grupo JBS, feriram de morte a lei e não posso aceitar que foi algo culposo”, assinalou.

PEDE PRA SAIR

Em tom de desabafo, o deputado estadual e primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Ondanir Bortolini, acusou a empresa de monopolizar o sistema de frigoríficos em Mato Grosso justamente por receber incentivos fiscais fraudulentos. “Essa empresa tirou emprego de milhares de pequenos produtores no Estado”, disparou.

O deputado cobrou do Governo uma posição quanto aos benefícios que a empresa ainda recebe. “Vou fazer uma moção de repúdio contra este grupo na próxima sessão. E se ele não estiver satisfeito, que se mude daqui, porque não vai fazer falta nenhuma”, disparou.

Fonte: FolhaMax

Montreal