CPI das Obras da Copa dividirá frentes de trabalho em sub-relatorias
VendaMais

CPI das Obras da Copa dividirá frentes de trabalho em sub-relatorias

SHARE
Com a complexidade das informações, os membros acordaram na divisão dos trabalhos.

Por Assessoria

Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo deliberaram em reunião, que serão instauradas sub-relatorias para auxiliar as frentes de trabalho de investigação. Com isso, a CPI terá maior celeridade para perpassar por todas as obras contratadas, tendo em vista que o pacote anunciado pela gestão passada contemplava 56 intervenções em Cuiabá e Várzea Grande.

Em um entendimento com o relator da CPI, o deputado Mauro Savi (PR), as sub-relatorias irão trazer subsídios ao relatório final. E tendo em vista a complexidade da CPI, os membros acordaram que serão ao menos três sub-relatorias.

As sub-relatorias serão divididas em obras de mobilidade urbana, conjunto de obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), e outras como a reforma e ampliação do Aeroporto Marechal Rondon e o Centros Oficiais de Treinamento (COT).

Para assumir os trabalhos das sub-relatorias, os membros devem dividir as funções, tendo em vista que a presidência ficou à cargo do deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) e a relatoria do deputado Mauro Savi. As sub-relatorias irão contemplar os demais membros que são os deputados Wagner Ramos (PR), Dilmar Dal’Bosco (DEM) e Silvano Amaral (PMDB).

O presidente Oscar Bezerra destacou que as sub-relatorias devem auxiliar a composição do relatório final. “É um volume muito grande de obras que iremos investigar, e isso demanda tempo e estrutura, precisaremos de auxílio técnico para nos debruçar sobre todas as informações, processos de investigação de outros órgãos como o Ministério Público, documentos e contratos. É um trabalho extenso”, observou.

Com isso, a perspectiva da CPI é de buscar convênio de cooperação técnica com instituições credenciadas que possam realizar auditorias técnicas para constatar o que há de irregularidade em cada uma das obras.

O prazo para o desempenho dos trabalhos é de 120 dias, prorrogáveis por mais 60, em um total de 180 dias. A previsão é que a instalação da CPI das Obras da Copa ocorra na próxima semana, com data a ser definida.

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO