Consórcio é notificado de liminar, e Flu aguarda início venda de ingressos
Supermoveis



Consórcio é notificado de liminar, e Flu aguarda início venda de ingressos

Fonte: Edgard Maciel de Sá e Hector Werlang
SHARE

O consórcio que administra o Maracanã foi notificado, na manhã desta quarta-feira, da decisão judicial que determinou o cumprimento do contrato que mantém com o Fluminense. Pela decisão, em caráter liminar, o clube teve garantido o cumprimento do acordo para atuar no estádio sem custos. Uma das cláusulas do vínculo, por exemplo, estabelece que a Odebrecht opere a venda de ingressos. Portanto, o Tricolor aguarda que a empresa inicie a venda dos bilhetes para o jogo contra o Liverpool, do Uruguai, em 5 de abril, pela Copa Sul-Americana, o mais rápido possível.

O Flu ingressou com ação na 37ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro pedindo o cumprimento do contrato. Na terça-feira, o juiz Rossidelio Lopes da Fonte concedeu a liminar. Ele ainda definiu que o consórcio terá de pagar multa de R$ 10 mil por dia em caso de descumprimento. Também marcou uma audiência de conciliação entre as partes para o dia 25 de maio. Só depois, ainda na noite de terça, que o clube oficializou o estádio como palco da estreia na competição internacional.

Desde o começo de março, a gestão do presidente Pedro Abad negocia com o consórcio a volta ao Maracanã. Porém, o entendimento demorou. Após o término da Rio 2016, o estádio, cedido para a Olimpíada e Paralimpíada, tem sido pouco usado. A Odebrecht não deseja mais explorar o local. Tanto que negociou o repasse da licitação à Lagardère.

O contrato do Flu com a administradora, firmado em 2013, prevê que o clube pode mandar os seus jogos sem custo de operação no Maracanã. Inicialmente, o Tricolor administraria os ingressos dos setores Norte e Sul – ficando os demais sob gestão da empresa. Depois, em 2016, houve uma renegociação, com as partes dividindo lucros de todas partes do estádio. O GloboEsporte.com procurou tanto o clube quanto a concessionária. O Fluminense se manifestou por meio de uma nota oficial, na qual chama a estreia pela Copa-Sul Americana de “volta para casa”. O clube confirmou hora e local da partida e convocou a torcida para lotar o Maracanã. Já a administradora do estádio não se pronunciou até o momento.