Conmebol libera marcas do Coelho para jogo do Atlético-MG na Liberta
Adventista

Fullbanner1


Conmebol libera marcas do Coelho para jogo do Atlético-MG na Liberta

Fonte: GloboEsporte.com
SHARE

A realização de jogos da Taça Libertadores, no Independência, voltou a causar dor de cabeça aos dirigentes do América-MG, proprietário do estádio do Horto. A Conmebol, organizadora da competição internacional, chegou a tapar toda a identidade visual do Coelho para a realização do partida entre Atlético-MG e Sport Boys-BOL, nesta quinta-feira, em Belo Horizonte. Mas, após o clube alviverde recorrer à Federação Mineira de Futebol (FMF) para intermediar a questão, conseguiu a liberação da Conmebol.

O regulamento da Conmebol
determina que somente as marcas dos clubes participantes, e dos
patrocinadores, apareçam nos estádios. Depois de tentar contato com a representantes da entidade nos últimos dias, sem sucesso, a direção do América-MG acionou a Federação Mineira de Futebol (FMF) para que as marcas fossem exibidas. Só assim, conseguiu a liberação.

– Estamos voltando ao que aconteceu anos atrás. A marca do escudo é a marca do estádio. Conversei com o presidente
Castellar (Guimarães, da FMF) e ele está indo agora no Independência para tentar resolver. Entendo que
Conmebol está tentando ser mais realista. Tivemos esse problema ano passado. Sabíamos
que poderia acontecer isso, já estávamos tentando olhar a mais tempo. Eu, como
presidente, acho um absurdo, não é propaganda é a marca do estádio do América – disse Alencar da Silveira Júnior, um dos presidentes do conselho gestor do Coelho.

Nos últimos anos, o fato se repetiu durante as primeiras partidas do Atlético-MG pela fase de grupos da Libertadores. Em 2015, o comando do Coelho chegou a externar o repúdio, por meio de uma nota oficial. A diretoria da equipe alviverde, na época, ameaçou não alugar mais o estádio para partidas que sejam de competições realizadas pela Conmebol.