Comitê Estadual da Estratégia PCI se reúne na segunda-feira
Supermoveis

Fullbanner2


Comitê Estadual da Estratégia PCI se reúne na segunda-feira

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

O Comitê Estadual da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI) promoverá a segunda agenda extraordinária do ano, na próxima segunda-feira (26.06), em Cuiabá. O encontro ocorrerá das 14h às 17h, no auditório Ponce de Arruda, no Palácio Paiaguás. Formada por sete secretarias estaduais e 43 instituições como membros convidados, a comissão foi criada em março de 2016, pelo governador Pedro Taques. Entre os entes que fazem parte do grupo, estão representantes de empresas privadas, sociedade civil organizada, e Ministérios Públicos Estadual e Federal.

Constam na pauta da reunião a apresentação do resultado da oficina de planejamento estratégico, realizada em maio; de trabalhos do GT de Monitoramento, e de peças publicitárias para a divulgação do programa, que inclui a exposição do vídeo institucional e melhorias no site da PCI. Também será deliberada pelos integrantes a aprovação do ingresso de novos membros ao Comitê, entre outros assuntos diversos.

A Estratégia PCI é considerada o maior programa integrado de desenvolvimento sustentável de Mato Grosso e foi oficializada internacionalmente durante a 21ª Conferência Global do Clima (COP21), realizada na França, em dezembro de 2015. O programa foi construído de forma coletiva entre Executivo Estadual e representantes da sociedade civil e de empresas privadas.

O objetivo dessa estratégia é alcançar uma série de metas ousadas para aliar a produção à conservação e à inclusão do pequeno produtor em um novo modelo de desenvolvimento econômico. Entre os desafios, está o de reduzir a zero o desmatamento ilegal até o ano de 2020. O programa ainda traz uma visão de futuro para o estado, voltada para o desenvolvimento social e econômico por meio do uso sustentável da terra.

No âmbito nacional, durante a cerimônia em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente Michel Temer assinou um decreto que regulamenta o Acordo de Paris e faz com que as propostas da iniciativa tornem-se parte da legislação brasileira. O acordo, que prevê uma série de esforços para impedir o aumento da temperatura do planeta em mais de dois graus Celsius até 2025, foi ratificado em setembro de 2016 e já estava em vigor no Brasil desde novembro do ano passado.

Na contramão, o presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, anunciou, no início deste mês, a retirada do país do Acordo Global sobre o clima, citando fatores econômicos e o que ele caracterizou como injustiças do pacto contra os EUA. A decisão coloca o país ao lado da Síria e da Nicarágua como as únicas nações do mundo a não participarem do Acordo do Clima de Paris.

Próximas agendas

O cronograma de agendas do Comitê Estadual da Estratégia PCI já está confirmado até outubro deste ano. A próxima reunião extraordinária será realizada em 22 de agosto, seguida da última agenda do ano, em 24 de outubro. O primeiro encontro de 2017 ocorreu em janeiro e reuniu investidores estrangeiros, além de grupo de autoridades, composto por representantes do Governo da Noruega e da Embaixada do país no Brasil.

O Gabinete de Assuntos Estratégicos (GAE) é responsável pela coordenação geral da estratégia, enquanto os eixos temáticos Produzir, Conservar e Incluir estão sob a coordenação das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), de Meio Ambiente (Sema) e de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), respectivamente.

(Com informações EBC Brasil)

Montreal