Comissão discute MP que alterou áreas de proteção no Pará
Supermoveis



Comissão discute MP que alterou áreas de proteção no Pará

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Agência Câmara
SHARE

A comissão mista que analisa a Medida Provisória (MP) 756/16 promove hoje uma audiência pública para debater a matéria. A MP alterou os limites do Parque Nacional do Rio Novo e da Floresta Nacional do Jamanxim e criou a Área de Proteção Ambiental do Jamanxim, no Pará.

Esta nova APA será administrada pelo Instituto Chico Mendes, a quem caberá tomar as medidas necessárias para sua conservação. A MP estabelece ainda que as áreas rurais ocupadas poderão ser regularizadas, respeitando-se as regras da Lei 11.952/09, que trata da regularização fundiária das ocupações em terras da União situadas na Amazônia Legal.

Convidados
Foram convidados para o debate, que ocorrerá no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado, a partir das 14h30:
– o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do Pará, Giovanni Queiroz;
– o secretário-executivo do Instituto Socioambiental (ISA), André Junqueira Ayres Villas-Bôas;
– o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Fernandes Xavier;
– o presidente do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Leonardo Góes Silva;
– o coordenador da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais (Contag) do Pará, Carlos Augusto Santos Silva;
– o presidente da Câmara de Vereadores de Novo Progresso, Francisco Lazarin Vieira;
– a presidente da Associação dos Produtores Rurais do Vale do Garça, Nelci Rodrigues;
– a presidente da Associação dos Produtores Rurais Gleba Imbaúba Imbaúba e Gorotire, Mônica Correa da Costa;
– a coordenadora da Articulação do Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sônia Bone Guajajara;
– o vice-presidente da STCP Engenharia de Projetos Ltda, Joésio Siqueira;
– o representante da Associação Serra Azul João Augusto Capeletti.

A audiência pública será interativa. Os cidadãos podem participar com perguntas e comentários pelo Portal e-Cidadania.

Estrada de ferro
A MP 756/16 redefiniu os limites atuais do Parque Nacional do Rio Novo, localizado nos municípios de Itaituba e Novo Progresso, no Pará, criado em 2006 e da Floresta Nacional do Jamanxin, em Novo Progresso.

As mudanças se devem à passagem da Estrada de Ferro 170, também chamada de Ferrogrão, em fase de construção. A MP estabeleceu que áreas excluídas que não forem efetivamente utilizadas após a instalação da ferrovia, serão reintegradas ao Parque Nacional do Jamanxim. Estabelece, ainda, que os imóveis rurais privados existentes no parque ficam declarados de utilidade pública para fins de desapropriação.

O presidente da comissão mista que analisa a admissibilidade da MP 756 é o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e o relator é o deputado federal José Priante (PMDB-PA). A vice-presidente é a deputada Janete Capiberibe (PSB-AP) e a relatora revisora é a senadora Ângela Portela (PT-RR).

Saiba mais sobre a tramitação de MPs