Comissão discute futuro da Confederação de Desportos Aquáticos após denúncias de corrupção
Adventista



Comissão discute futuro da Confederação de Desportos Aquáticos após denúncias de corrupção

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Agência Câmara
SHARE

A Comissão do Esporte realiza, nesta terça-feira (18), uma mesa-redonda para debater a atual situação da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e o futuro das modalidades de natação, saltos ornamentais, nado sincronizado, polo aquático e maratonas aquáticas.

No mês passado, a Justiça do Rio de Janeiro determinou o afastamento da diretoria da confederação, liderada pelo presidente Coaracy Nunes. “Coaracy foi presidente da CBDA durante o quadriênio de 2009 a 2013, sendo reeleito para o mesmo desiderato pelo quadriênio de 2013 a 2017. Seu mandato consequente, então, expirou em 09/03/2017”, disse a juíza da 25ª Vara Cível da capital fluminense, Simone Gastesi Chevrand, na concessão da liminar que afastou os dirigentes.

No início deste mês, Coaracy Nunes foi preso na Operação Águas Claras, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal em São Paulo.

A investigação apura o desvio de R$ 40 milhões repassados à confederação nos últimos cinco anos. Há indícios de um esquema de desvios de recursos públicos do Ministério dos Esportes por membros da diretoria do órgão. “O trabalho iniciou-se após denúncias de atletas, ex-atletas e empresários do ramo esportivo brasileiro”, disse o deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), que pediu a realização do debate.

“O Brasil passa por um período de reciclagem com o objetivo principal de varrer a corrupção que desgraça a todos os brasileiros e a Comissão do Esporte irá fundo nessa investigação”, adiantou o presidente do colegiado, deputado Ezequiel Teixeira (PTN-RJ).

Debatedores
Foram convidados para participar da discussão:
– os atletas olímpicos César Cielo, Gustavo Borges, Joana Maranhão, Thiago Pereira, Poliana Okimoto;
– o atual interventor da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Gustavo Licks;
– o representante do Comitê Olímpico do Brasil (COB);
– o secretário da Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Luiz Lima;
– um representante do Tribunal de Contas União;
– um representante da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, patrocinador oficial da entidade;
– presidentes das federações estaduais de desportos aquáticos; e
– presidentes e representantes dos clubes esportivos.

A mesa-redonda será realizada no plenário 4, a partir das 10 horas.