Comércio do Rio tem o pior resultado nas vendas desde 2003
Fullbanner1



Comércio do Rio tem o pior resultado nas vendas desde 2003

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com EBC
SHARE

Comércio popular no Rio de Janeiro Arquivo/Agência Brasil

O presidente da entidade, Aldo Gonçalves, destacou que em 2016 todos os meses registraram queda nas vendas na comparação com 2015. Em dezembro, a redução foi de 3,3%, pior resultado para o mês desde 2006.

Gonçalves atribuiu o desempenho negativo à crise econômica que o país atravessa, com queda do emprego e da renda, que desestimularam as compras. Segundo ele, estratégias adotadas pelos comerciantes, como descontos e promoções, não foram suficientes para reverter o mau resultado.

Segundo Gonçalves, 2016 teve um Natal de recessão, juros elevados e desemprego, fatores que também tiveram impacto sobre outras datas comemorativas importantes para o faturamento do comércio, como Dia dos Pais, Dia das Mães e Dia das Crianças.

A pesquisa mostra que, em dezembro, todos os segmentos tiveram resultados negativos, com as maiores quedas registradas nos ramos de tecidos (-12,2%), calçados (-7,4%), joias (-7,3%) e confecções (-6,6%).

Segundo o presidente do CDL Rio, a falta de segurança e mudanças no trânsito no centro e na zona sul da cidade também contribuíram para a queda nas vendas do comércio carioca no ano passado, principalmente nas lojas de rua.

Inadimplência

A pesquisa revela também aumento de 2,3% da inadimplência no comércio lojista do Rio de Janeiro em dezembro em relação ao mesmo mês de 2015. Foi o maior índice de aumento para o mês desde 2007, de acordo com os registros do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) do CDL Rio. No acumulado de 2016, a inadimplência cresceu 2,1% em relação a 2015.