Comentarista diz que são-paulinos devem ser otimistas: “Expectativa boa”
Supermoveis

show


Comentarista diz que são-paulinos devem ser otimistas: “Expectativa boa”

Fonte: SporTV.com
SHARE

A chegada de Rogério Ceni mudou o ambiente no São Paulo. Ainda sem ter atuado em jogos oficiais, o novo treinador já tem mostrado seu estilo no dia-a-dia. Se ainda é muito precoce fazer qualquer análise quanto ao desempenho do time pelo que mostrou no Torneio da Flórida, não é difícil perceber a mudança na atmosfera tricolor. Para Wagner Vilaron, a presença de Rogério Ceni traz uma energia positiva e uma esperança de melhora no São Paulo após anos conturbados. 

– Acho que o Rogério Ceni já começa com uma questão positiva.
Independente da parte técnica ou tática, ele deu ao são-paulino a confiança. Um
ambiente bacana. As últimas temporadas do São Paulo foram muito confusas, com o
time brigando lá embaixo, num ambiente conturbado dentro e fora de campo. Acho
que só a chegada do Rogério, essa acalmada e esse recuperação de autoestima e
confiança já são bacanas. Mas tem o outro lado. O Rogério tem todo um
encantamento. Então, de repente ele toma atitudes triviais e todos ficam
encantados. E ele está fazendo coisas naturais. Mas já fez coisas diferentes.
Trouxe gente de fora, com conhecimento diferente, novo. Isso é bacana. Analisar
o Rogério como técnico ainda é uma incógnita. Acho precipitado. Por tudo isso
que falei, acho que ele mantém uma esperança legal. A expectativa é positiva – afirmou.

Andrei Kampff concordou com Vilaron, mas ressaltou que é preciso ter paciência com Rogério Ceni. Para o comentarista, as expectativas não podem ultrapassar a realidade do time, que ainda é inferior a Palmeiras e Santos, rivais que estão na Libertadores.

– É fundamental, e acho que é a grande conquista do Rogério
nesse primeiro momento, trazer para o torcedor a esperança perdida nos últimos
anos, que o torcedor do Tricolor não tinha fé em nada nos últimos anos, em particular
nos últimos dois. Ao mesmo tempo, esse histórico de conquistas do Rogério dá um
cacife para ele começar o trabalho. Cria uma expectativa na torcida que talvez
vá além do que esse time possa mostrar nesse início de trabalho. É fundamental
para o torcedor fazer essa leitura. O São Paulo não tem o tamanho de
investimento que tem o Palmeiras e o Santos. Mas tem um técnico novo, que ainda
é difícil de avalia-lo como técnico, mas que o início é promissor. É para dar esperança
ao torcedor.  Mas tem que ter calma – afirmou.

Andrei acrescentou que, apesar de pouco tempo, já é possível perceber uma mudança no time tricolor, que se mostrou organizado taticamente durante o Torneio da Flórida. O comentarista ainda ressaltou a importância de ter jogadores da base, que criam identificação, no elenco, mas também reforçou que equipe precisa de reforços.

– Eu acho que começou muito bem. Nesses jogos da Flórida Cup, o São Paulo surpreendeu. Já tem uma disposição tática
que não víamos no ano passado. Ano passado, o São Paulo foi muito confuso. Teve
troca de treinador, a equipe não se achou durante a temporada, teve problemas políticos que interferiram no desempenho em campo. E já vemos
um São Paulo organizado. Isso é para dar uma esperança para o torcedor. O São
Paulo ainda precisa de reforços. O próprio Rogério Ceni não esconde isso de
ninguém. Procura um atacante. É uma prioridade do Rogério Ceni. E também tenta um volante, que
seria o Jucilei, que acho que dá peso, qualidade e experiência para esse grupo
do São Paulo que é muito jovem, que tem 14 jogadores que vieram da base do
Tricolor. E isso é bom porque dá identificação, qualidade, suor para a camisa. – declarou.