Com vice-governador, prefeito solicita obras emergenciais para Primavera
Fullbanner1

Fullbanner2


Com vice-governador, prefeito solicita obras emergenciais para Primavera

Fonte:
SHARE
Foto: Asssessoria

O prefeito Érico Piana foi recebido pelo vice-governador, Carlos Fávaro em reunião ontem, 24, no palácio Paiaguás, em Cuiabá. Na pauta, várias reivindicações para a melhoria da Infraestrutura do município.

O início da operação tapa-buraco emergencial na rodovia MT-130 foi um dos assuntos abordados. O prefeito solicitou a Fávaro, a inversão dos trabalhos, iniciando pelo perímetro urbano da cidade, até o entroncamento do Gaúcho, trecho da região maior produtora de grãos e que apresenta maior deterioração na via.

O chefe do Executivo municipal propôs inclusive uma parceria entre o município e o governo estadual para recuperar os trechos da Vila União(MT-486) e Itaquerê(MT-448), onde o estado forneceria o material e a prefeitura entraria com a mão de obra e equipamentos para a realização dos serviços.

Reparos emergenciais em pontes sobre o rio das Mortes, nos locais conhecidos como a antiga Balsa do Jacaré, que liga a região do Itaquerê à localidade de Sete Placas na BR 070 e a antiga Balsa do Japonês na estrada que sai do Itaquerê até o Paredão, com cerca de 120 metros cada, que estão danificadas também foram solicitados pelo prefeito.

Em conversa com o vice-governador, Érico informou que esteve com o secretário Marcelo Duarte, onde ficou definida a construção de pontes de concreto nos locais mencionados para a solução definitiva, em virtude da importância da rodovia para o escoamento da produção agrícola na região. Os projetos para a construção das pontes já estão prontos e foram encaminhados à Sinfra para o processo licitatório.

Decreto 380

Preocupado com a repercussão sobre o Decreto 380/2015, que trata da adequação da legislação mato-grossense à nacional em relação ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o prefeito recebeu do vice-governador Carlos Fávaro a informação de que o decreto só entrará em vigor quando os setores do comércio, indústria e serviços, além dos contabilistas, tiverem as informações necessárias acerca dos novos procedimentos.

Montreal