Com um olho na eleição e outro no Judiciário, Leitão estuda saída
Fullbanner1



Com um olho na eleição e outro no Judiciário, Leitão estuda saída

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Redes Sociais

O deputado federal, Nilson Leitão (PSDB), anda apreensivo com o conteúdo da delação premiada do empresário Alan Malouf, já homologada junto ao Supremo Tribunal Federal – STF. Isto porque, rumores dão conta que o líder tucano pode ser afetado seriamente, em plena véspera de eleições, onde ele é o principal nome ao Senado Federal pela chapa de Pedro Taques (PSDB), que por sua vez tentará a reeleição de governador.

A colaboração do Malouf, preso na Operação Rêmora por desvios identificados na Secretaria Estadual de Educação – Seduc, abrangeria, cerca de 12 fatos relacionados a propina e corrupção na atual gestão tucana de Mato Grosso, segundo o que já foi divulgado na imprensa da capital. Alan, inicialmente, fez as confissões e incluiu tanto o nome de Leitão como de Pedro Taques como orquestradores de todo esquema que liderou.

Como os dois políticos apontados por Malouf possuem foro por prerrogativa de função, o Ministério Público Estadual – MPE decidiu compartilhar o conteúdo com a Procuradoria Geral da República – PGR, que acabou por remeter o material ao STF. Deputado federal, desde julho de 2011, Leitão já estaria preparado para o pior cenário em relação a sua imagem e estudando o recuo para a reeleição na Câmara Federal, abandonando o projeto Senado.