Com patrocínio vencido, Fla quer novo acordo com banco até fim de...
Fullbanner1

show


Com patrocínio vencido, Fla quer novo acordo com banco até fim de fevereiro

Fonte: Fred Gomes e Raphael Zarko
SHARE

O Flamengo espera resolver até o
fim de fevereiro pendência importante: a renovação de patrocínio com a
Caixa Econômica Federal. O atual acordo terminou dia 31 de dezembro de
2016. Há um mês, o clube carioca usa a marca graças a um termo de
concessão de uso, enquanto as negociações não terminam. Nem Caixa e nem
Flamengo comentam, mas há otimismo para reajuste de R$ 25 milhões para
R$ 30 milhões no patrocínio do banco.A primeira vez que a
Caixa patrocinou o Flamengo foi em 2013. Em 2015, em meio à crise
política e indefinições de diretrizes econômicas do governo federal, o
tempo de parceria foi menor e o acordo foi de R$ 16 milhões. No ano
passado, o clube renovou mais uma vez o patrocínio com a Caixa, voltando
aos R$ 25 milhões.O acordo de R$ 30 milhões da Caixa com o Corinthians deixava os paulistas como clube com maior fatia de investimento
publicitário do futebol brasileiro. Se anteriormente o clube do Parque
São Jorge tinha a marca do banco na frente e atrás do uniforme, o último
contrato manteve o valor de patrocínio em R$ 30 milhões, mas com
exposição menor – apenas na frente. O que causou mal-estar na Gávea. Classificado
para a Libertadores, direto na fase de grupos, e terceiro colocado do
último Campeonato Brasileiro, o Flamengo já dá como certo o reajuste do
patrocínio da Caixa Econômica Federal. Na semana passada, o presidente
Eduardo Bandeira de Mello foi até Brasília para se reunir com os
executivos do banco estatal e voltou otimista.

O espaço que a Caixa
ocupa hoje vai passar para a Carabao a partir de 2018. Na soma das receitas previstas para todos os espaços da camisa, o Flamengo já supera orçamento de R$ 70 milhões em patrocínio esportivo para 2017. Contando os cerca de R$ 37 milhões da Adidas – sendo R$ 10 milhões em material esportivo -, o Flamengo tem a marca “Yes!” por R$ 6 milhões, a “MRV” por R$ 7 milhões, a “Tim”, R$ 4 milhões, além de R$ 15 milhões na Carabao e mais os R$ 30 milhões do provável novo acordo com a Caixa Econômica Federal.

Sinta o orgulho de ser sócio-torcedor do Mengão e tenha muitas vantagens – clique aqui!