Com ginásio vazio, Vasco e Flamengo duelam por “desempate” e equilíbrio
Fullbanner1

Gov

Adventista

Com ginásio vazio, Vasco e Flamengo duelam por “desempate” e equilíbrio

Fonte: GloboEsporte.com*
SHARE

Não vai ter torcida, mas vai ter Vasco e Flamengo pelo Novo Basquete Brasil. Neste sábado, às 14h, com portões fechados, os rivais se enfrentam na Arena da Barra em jogo adiado pelo turno da competição. Após mais uma semana de polêmicas, a confirmação do clássico é também uma chance, mesmo que imaginária, de resolver uma pendência que ficou em 2016. Finalistas do Campeonato Carioca, Cruz-maltino e Rubro-Negro fizeram duas partidas pela decisão do torneio, ambas sem a presença de torcedores. Cada um venceu uma e o terceiro confronto acabou não acontecendo. Por divergências entre as diretorias e a Federação de Basquete do Rio de Janeiro, o clube da Colina se recusou a jogar e o Flamengo foi campeão por W.O. Desta vez não vale taça e sim uma vitória pelo NBB, mas o reencontro não deixa de ser a chance do desempate dentro de quadra, ao menos para o Vasco. O GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real e o SportV transmite ao vivo.

É o que pensa o ala David Jackson. Decepcionado com tudo que vem acontecendo com o clássico desde o Campeonato Carioca, ele gostaria que o confronto valesse a taça que acabou na Gávea sem a disputa em quadra. Agora pelo NBB, o cestinha do Cruz-maltino na competição espera uma vitória para recolocar o time nos trilhos depois da derrota para o Minas dentro de casa, na quinta-feira, que brecou os três triunfos seguidos.

> Clássico dos Milhões? Desentendimentos esvaziam Vasco x Flamengo

– Eu gostaria que fosse desse
jeito, mas não é. Nós vamos lá tentar vencer, mas é o NBB agora. E vamos
tentar ganhar o próximo jogo. É isso. O Estadual acabou, fiquei
desapontado como terminou, por não termos disputado a partida. Mas
estamos focado em vencer o próximo jogo – garante David Jackson, sem esquecer o jogo que não aconteceu, mas lembrando que a equipe precisa da vitória para sair da oitava colocação e voltar para  o G-4, onde estava até quinta-feira.

No Flamengo, as duas derrotas em sequência, para Franca e Bauru, ambas no Rio de Janeiro, ligaram o sinal de alerta. O time perdeu a liderança isolada da competição e hoje a divide com o Brasília, ambos com 12 vitórias e quatro derrotas. O clima, porém, é de pensar no presente e projetar o futuro, sem remoer um título que veio sem vitória em quadra. É o que pensa o ala Marquinhos, dizendo que seu grupo não tem nada para provar.

– Não precisamos provar nada para eles. Somos os atuais campeões, os
primeiros colocados do campeonato. Estamos fazendo nosso campeonato.
Precisamos continuar encarando cada jogo como uma decisão. E vamos
continuar fazendo isso. Temos que pensar em recuperação. Foram duas derrotas que não
esperávamos, dentro de casa. Estamos vendo um momento físico muito ruim
do time, tendo que colocar a molecada para jogar, mas precisamos pensar
em superação. Como uma motivação a mais no clássico, um grande rival do
clube. E tentar nos recuperar – explica Marquinhos.

clássico motiva em momento complicado

Apesar da liderança do NBB, o Flamengo vive momento conturbado. Além de Fischer e Humberto, lesionados e fora há um bom tempo, o time perdeu nos últimos jogos o ala Marcelinho, com torção nos tornozelos. Nos duelos anteriores, foi possível perceber o desgaste físico pelos jogos em sequência e uma rotação desequilibrada por um banco de reservas recheado de meninos. Para o técnico José Neto, do Flamengo, o confronto com o Vasco é uma chance de reanimar o grupo para a sequência da competição.

– O ambiente do clássico ajuda a nos reanimar. Lógico, se falarmos
que está tudo bem, que não ficamos abatidos com isso, é mentira. Claro
que ficamos. São duas derrotas que realmente, pela maneira que foram os
jogos, não eram esperadas por nós. É claro que dá uma abatida. Mas, ao
mesmo tempo, pos ser um clássico, dá um ânimo. Ajuda a ver uma chance de
recuperação. Nós temos o espírito vencedor. Isso é importante – diz José Neto.

Dedé, que chegou no Vasco em dezembro e deu novo ânimo ao elenco, não estava no momento da decisão do Carioca. Na opinião dele, contudo, há uma “pendência” em quadra para o seu time. Ele, porém, não quer focar apenas nisso na conversa com os jogadores e cita também a importância de seguir vencendo para chegar na melhor posição possível para os playoffs. Hoje o Cruz-maltino é oitavo com oito vitórias e sete derrotas.

– Acho que ficou uma pendência, porque realmente é um título que valia, que
estava em jogo. E quando você coloca duas equipes como Vasco e Flamengo,
eu acho que são duas equipes que brigam sempre pelo título. Acho que
existe essa pendência, mas ninguém vai ficar pensando naquele jogo
passado como se fosse uma final. É um clássico, mas a gente sabe pela
importância da classificação na tabela, pelo que a gente pode chegar – esclarece Dedé.

arquibancadas vazias, entenda o motivo

+ Por falta de ginásio, clássico entre Vasco e Flamengo será remarcado+ Vasco x Flamengo é remarcado para 28 de janeiro, mas sem local definido+ Arena da Barra é 1ª opção, mas Vasco não descarta encarar o Fla fora do Rio+ Vasco diz ter sido desaconselhado por Gepe a realizar jogo com Fla na Arena+ Vasco x Flamengo: jogo pelo NBB está confirmado para a Arena da Barra+ Vasco se movimenta por torcida dupla no clássico com o Flamengo no NBB+ Vasco irá vender só 4,5 mil ingressos para jogo com o Fla na Arena da Barra+ Vasco e Flamengo terá torcida dupla; Venda de ingressos nesta terça-feira+ Início da venda de ingressos para jogo Vasco x Flamengo pelo NBB é adiado+ PM pede novo adiamento de Vasco x Fla, mas Liga garante jogo no sábado

* Participaram da cobertura os repórteres Flávio Dilascio, João Gabriel Rodrigues, Gabriel Fricke, Matheus Palmieri e Thierry Gozzer