Com convenções finalizadas, cinco vão à disputa do governo em Mato Grosso
Fullbanner1



Com convenções finalizadas, cinco vão à disputa do governo em Mato Grosso

Fonte: Da Redação
SHARE

Finalizadas as convenções partidárias, a disputa eleitoral deste ano em Mato Grosso, deve contar com cinco nomes à disputa, que foram oficializados neste final de semana.

O empresário e ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM) foi oficializado na convenção do seu grupo no sábado(4). O candidato terá como vice o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT) e terá em seu arco de alianças os seguintes partidos: DEM, PDT, PSD, PHS, PSC e MDB. Para o senado, a chapa vai contar com os candidatos Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD).

O governador Pedro Taques (PSDB) que disputa a reeleição teve o nome confirmado no domingo, pela manhã. Taques terá como vice Rui Prado (PSDB) formando uma chapa pura. As cadeiras para o Senado ficarão com a juíza aposentada Selma Arruda (PSL) e com o deputado federal Nilson Leitão (PSDB). Taques terá em seu torno os seguintes partidos: PSDB, PSL, SD, PRTB, AVANTE, PATRIOTA, PRP, PSB, PPS e DC.

O senador Wellington Fagundes (PR) fechou a convenção da sigla, no domingo. Fagundes terá como vice , a servidora pública estadual, Sirlei Teis e como candidatos ao senado, o deputado federal Adilton Sachetti (PRB) e a ex-reitora da UFMT, Mária Lúcia Cavalli (PC do B). O senador terá dez partidos em seu arco de alianças; PR, PV, PC do B, PT, PRB, PP,PTB, Pros, PMN, Podemos.

O REDE vai à disputa com Arthur Nogueira como candidato ao governo e com Sebastião Carlos como vice e sem candidatos ao senado.

Moisés Franz será candidato a governo pelo PSOL com Vanderley Guia como vice, Procurador Mauro e José Roberto Cavalcante serão os candidatos ao senado.

O Partido Novo vai lançar apenas uma chapa ao senado, sem candidato ao governo, com  Waldir Caldas Rodrigues.

Grupos vão à disputa pelo comando do Palácio Paiaguás