Com apoio de Medeiros, agentes de trânsito reivindicam porte funcional de arma...
Fullbanner1

Fullbanner2


Com apoio de Medeiros, agentes de trânsito reivindicam porte funcional de arma de fogo

2
Fonte:
SHARE
Foto: Jane Araújo

Brasília – O presidente do Senado, Renan Calheiros, e os senadores José Medeiros e Cassio Cunha Lima receberam, nesta terça-feira (16.08), o presidente da Associação dos Agentes de Trânsito do Brasil (AGT Brasil), Antônio Coelho, e outros representantes da categoria, que pediram a votação em Plenário do projeto que autoriza o porte funcional de arma de fogo para os agentes de trânsito (PLC 152/2015).

Segundo José Medeiros, relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), existe uma “premente necessidade” de os agentes de trânsito serem autorizados a portar arma de fogo, quando em serviço. “É inegável que a fiscalização do trânsito envolve riscos consideráveis, pois os agentes são encarregados de fiscalizar vias públicas e não raro se deparam com condutores embriagados, exaltados e violentos. Além disso, ao realizar abordagens regulares, os agentes podem ser surpreendidos pelo cometimento de crimes em flagrante delito, como o porte de entorpecentes e de armas de fogo”, destacou.

Os agentes de trânsito alegam que a medida traria mais segurança para eles e para a população e citaram situações em que abordaram veículos conduzidos por traficantes, envolvidos em sequestro-relâmpago ou autores de roubos. Eles ainda argumentam que a Polícia Militar, que oferece apoio à atividade, está sobrecarregada com outras atividades. A matéria encontra-se na pauta de votações da Casa e o presidente do Senado disse que levaria o pedido de votação do projeto para reunião de líderes partidários.

Montreal