Com 3 derrotas seguidas, Fla amarga pior sequência da fase regular do...
Supermoveis

Gov

Adventista

Com 3 derrotas seguidas, Fla amarga pior sequência da fase regular do NBB

Fonte: Gabriel Fricke e Thierry Gozzer
SHARE

O Flamengo é o maior vencedor da história do Novo Basquete Brasil (NBB). O Rubro-Negro tem cinco títulos. Nas três únicas vezes em que não levou o caneco, ele ficou com o Brasília (2009/2010, 2010/2011 e 2011/2012). Atualmente, o time comandado por José Neto está na vice-liderança da competição, com 70,6% de aproveitamento (17 jogos, 12 vitórias e 5 derrotas), atrás apenas da equipe do Distrito Federal, com 75% (16 jogos, 12 vitórias e 4 derrotas). Mesmo em boa posição na tabela, o momento não é dos melhores. Pela primeira vez desde 2008, quando o torneio começou a ser disputado, a equipe da Gávea amarga uma sequência de três derrotas na temporada regular. Isso depois deste sábado, quando acabou caindo para o Vasco em um clássico na Arena da Barra com os portões fechados pelo placar de 78 a 77.

A única vez em que o Flamengo chegou a perder três embates seguidos foi no NBB 3, disputado em 2010/2011, mas essa sequência negativa aconteceu na fase de playoffs. Naquela ocasião, o Rubro-Negro perdeu três confrontos para o Franca (por 73 a 69, 94 a 86 e 91 a 78). A equipe do interior de São Paulo acabou se classificando para as finais e foi derrotada pelo Brasília por 3 a 1 na série melhor de cinco jogos.

> Confira a tabela e a classificação do Novo Basquete Brasil

Em 2017, o time da Gávea já jogou seis jogos: venceu Minas Tênis Clube, perdeu para o Brasília e bateu o Mogi das Cruzes. Desde o dia 21 de janeiro, quando caiu diante do Franca por 83 a 80, o Rubro-Negro acumulou mais duas derrotas em sequência: para o Bauru por 72 a 63 no ginásio do Tijuca Tênis Clube, e para o Vasco da Gama, seu maior rival, por 78 a 77, no clássico disputado neste sábado na Arena da Barra.

Durante a temporada atual, além das três derrotas consecutivas e do revés para o Brasília no dia 14 de janeiro, o Flamengo perdeu apenas para o Basquete Cearense por 94 a 88. Naquela ocasião, o revés interrompeu uma invencibilidade de oito jogos. Nas edições anteriores, o time da Gávea chegou a perder dois jogos seguidos em inúmeras ocasiões, mas só agora foi derrotado pela terceira vez consecutiva. Apesar de ter o alerta ligado, José Neto não se mostrou tão preocupado com esse momento ruim vivido pelo time, já que, em sua opinião, o campeonato é decidido nos playoffs.

> Confira a tabela e a classificação do Novo Basquete Brasil

– Primeiro que é um detalhe que eu nem sabia, porque não focamos em coisas negativas. Fazemos contas de vitória, não de derrotas. Mas acho que não influencia porque nossos jogadores são maduros, têm uma cabeça boa. E em um campeonato decidido no playoff, temos que estar prontos para o playoff. O próximo jogo é muito duro, o Pinheiros vem de duas vitórias fora de casa, é um time complicado e vem bastante motivado. Se for ver em termos de situação do campeonato, a motivação está mais para o lado deles, mas nosso foco é sempre na vitória. Vamos buscá-la mesmo fora de casa – comentou José Neto após o embate contra os vascaínos, já citando o confronto seguinte do Rubro-Negro, contra o Pinheiros fora de casa no dia 2 de fevereiro, às 19h30 (de Brasília), pela 16ª rodada.

Depois de ver seu time conseguir suprimir o Flamengo em quadra na Arena da Barra neste sábado, em clássico que inicialmente estava marcado para dezembro mas foi adiado por falta de local para jogar, o treinador Dedé Barbosa que, como atleta, defendeu as cores do Rubro-Negro, disse acreditar que seu rival dará a volta por cima, até mesmo por conta da tradição que criou no Novo Basquete Brasil (NBB).

– Cara, realmente, quando eu estava em Limeira no meu primeiro ano como técnico, eu achava que o Flamengo tropeçando, mas chegou na hora que era para ganhar e ganhou. Não dá para subestimar um campeão, porque o time é multicampeão. Não dá para menosprezar. Tem muitas lideranças ali, com o Marcelo (Machado), que ficou fora (por conta de uma lesão nos tornozelos), e elas têm o time todo na mão. Dá moral para a gente sim, para o Vasco, vencer um rival como o Flamengo, mas acho que é apenas estatística isso daí – concluiu.

Após encarar o Pinheiros fora de casa, o Flamengo terá pela frente uma sequência de dois jogos em seus domínios contra Mogi e Campo Mourão, duas equipes que venceu facilmente no primeiro turno. Contudo, mais para frente na tabela, o Rubro-Negro terá reencontros com equipes pelas quais foi derrotado, como Basquete Cearense, Brasília e Vasco da Gama.